Zé Montanha em estado gravíssimo. “Só milagre salva ele”, diz família

Família se mobiliza por orações, enquanto a Polícia dá prosseguimento às investigações. Os dois atiradores presos vieram do Estado da Bahia.

Armas apreendidas com atiradores presos pela Polícia Militar, logo depois do crime no Córrego Santa Angélica

O estado de saúde do agricultor José Demétrio Neto, que como jogador de futebol fez fama na região Noroeste como Zé Montanha, é gravíssimo, segundo informações de pessoas próximas à família, com base em boletim médico divulgado nesta quinta-feira (21).

Vítima de um atentado a tiros na última segunda-feira (18) em sua propriedade, no Córrego Santa Angélica, Zé Montanha deu entrada em estado grave no Hospital Doutor Alceu Melgaço Filho, em Barra de São Francisco, e foi transferido para o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) na noite de quarta-feira (20).

O boletim médico dá conta de que o estado do agricultor é gravíssimo, a pressão não reage, ele entrou em choque e em coma, sendo entubado. Na manhã desta quinta piorou e, à tarde, ficou tão grave que a família foi chamada pela equipe médica. “Segundo a médica, o estado dele é tão grave que somente um milagre poderá salvar a vida dele”, disse um familiar, que pediu para não ser identificado.

PRISÃO

Dois dos quatro homens que atentaram contra a vida de Zé Montanha foram presos na pronta ação da Polícia Militar. Mas dois escaparam. As autoridades policiais estão proibidas de divulgarem os nomes dos acusados, bem como detalhes da investigação, mas uma fonte de dentro da Polícia confirmou para a reportagem que os atiradores são do Estado da Bahia, onde o agricultor e outros parentes possuem propriedades.

Em princípio, está parecendo crime de mando, segundo a fonte policial, porque uma tentativa de latrocínio teria envolvido o roubo, mas os executores pareciam estar determinados a acabar com a vida do agricultor. Eles foram presos (não tiveram os nomes revelados) e com eles a Polícia Militar apreendeu duas armas.

Zé Montanha foi surpreendido em sua residência no Córrego Santa Angélica, no Distrito de Monte Sinai, segundo testemunhas, por quatro indivíduos que chegaram atirando e o atingiram nas costas com dois disparos e foi socorrido ao Hospital Dr. Alceu Melgaço, de Barra de São Francisco/ES.

O agricultor Zé Montanha estava em sua residência com a família, quando os criminosos chegaram. Segundo informações eles efetuaram diversos disparos contra a vítima, mas acertaram apenas dois em suas costas. A atuação dos criminosos provocou pânico e os familiares da vítima correram procurando se esconder para não serem atingidos. As investigações ficarão a cargo da Polícia Civil de Barra de São Francisco.


Leia mais

Leia também