Vila Pavão decreta lockdown e fecha até postos de combustíveis

O município de Vila Pavão, no Norte do Estado, é o quarto a decretar lockdown por conta do avanço da covid-19 no Espírito Santo. Entre a meia-noite desta sexta-feira (26) e às 6 horas da próxima quinta-feira (1º de abril), todos os estabelecimentos comerciais, incluindo supermercados, farmácias e postos de combustíveis, não poderão funcionar.

O decreto, assinado pelo prefeito Uelikson Boone, conhecido como Bolinha (PSB), traz ainda a determinação de toque de recolher para os cidadãos entre às 20 horas e 6 da manhã.

Antes de Vila Pavão, também decretaram lockdown os prefeitos de São Gabriel Da Palha, Água Doce do Norte e Barra de São Francisco. Esta última cidade, segundo a Secretaria de Estado da Saúde, seria o epicentro da nova variante do coronavírus, descoberto no Reino Unido.

Em seu decreto, o prefeito justificou a proximidade de Barra de São Francisco (menos de 50 km).

Durante o período de lockdown, todas as atividades comerciais estão suspensas, exceto farmácias e supermercados, que poderão atender via delivery. Atendimento interno ou externo, com ou sem horário marcado ou mesmo no lado externo do estabelecimento (take way) está proibido.

A exceção são serviços considerados essenciais, como serviços médicos, hospitais e odontólogos, além de serviços públicos extraordinários, assistência social a pessoas em situação de vulnerabilidade e serviços funerários.

Já os postos de combustíveis só poderão operar das 7 horas e 8 horas para abastecimento de carros oficiais, sob fiscalização da Prefeitura e apoio da Polícia Militar.

Vila Pavão

Leia mais

Leia também