Vice-Governadoria implementa plano de gestão em parceria com a Esesp

A Vice-Governadoria do Estado realizou, nesta sexta-feira (29), a primeira reunião do projeto Gestão Estratégica de Pessoas. A iniciativa é realizada em parceria com Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp). No encontro foram apresentados cronogramas, ações e questões para a adaptação ao novo comportamento social e profissional, devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

O plano fornece ferramentas para melhorar a gestão pública ao preparar e engajar a equipe, fortalecer a missão e objetivos do setor. A ideia é alcançar os resultados desejados, neste período de distanciamento social, principalmente, considerando as demandas sociais decorrentes da pandemia e o desafio da transformação digital. Para a vice-governadora Jaqueline Moraes é fundamental dar continuidade aos programas sociais e culturais no Estado e definir novas ações no combate ao novo Coronavírus.

“É um desafio se reinventar com tantas dificuldades. Através dos processos da gestão de pessoas desdobra-se o direcionamento que toda equipe precisa. A nossa preocupação está em investir no humano que é o ativo mais importante da Vice-Governadoria. Por isso, procuramos o auxílio da Esesp”, disse Jaqueline Moraes.

Professora da Esesp, mentora de gestão e liderança, Tânia Telles, afirmou durante a reunião que a pandemia reinventou o mundo do trabalho e trará reflexões para as relações sociais e que as soluções tecnológicas são aliadas para essa mudança brusca e não planejada.

“A Covid-19 acelerou uma transformação digital que já estava prevista com o advento da Inteligência Artificial. Durante a pandemia, houve um aceleração digital que estava prevista para os próximos dez anos ou mais. E parte dessa mudança vai continuar como parte de nossa vida daqui para frente ”, argumentou.

O projeto já foi implementado em outros setores do Governo do Estado, como o Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema). Pensado em quatro fases, possui como base a gestão estratégica de pessoas, gestão por competência. Será elaborada uma trilha de desenvolvimento individual para cada integrante da equipe do setor a partir do diagnóstico sistêmico do trabalho realizado dentro da Vice-Governadoria.

Para a professora Tânia Telles, as ações propostas, se bem aplicadas, podem ser levadas para a vida pessoal, pois combinam planejamento e execução assertiva com conhecimentos da ciência do bem-estar, para promover uma melhor adequação do profissional na nova conjuntura social. Segundo Tânia Telles, o objetivo é desenvolver competências e habilidades necessárias neste contexto e conseguir fazer as transformações, abrir um leque de oportunidade.

“Essas, atitudes transcendem o meio profissional. Neste momento, o mundo convive com o medo, incerteza e alta complexidade. Mas, diante disto o que nós podemos fazer para superar esses sentimentos? Podemos aumentar a nossa visão com informação, melhorar a compreensão do que está a nossa volta. Nós não possuímos todas as respostas, mas podemos compreender que isso faz parte da nossa vida. Essas atitudes trazem clareza, assim como compartilhar pensamentos e sentimentos com pessoas que vão fazer a diferença na execução dos projetos estruturantes conduzidos por esta equipe, explicou a professora.

Leia mais

Protocolo de Nagoya pode atrair investimentos no Pará e ajudar na preservação da biodiversidade

O deputado federal Paulo Bengtson (PTB-PA) considera que a ratificação do Protocolo de Nagoya pode atrair investimentos para a região amazônica e contribuir para...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Sudeste do país tem tempo chuvoso, neste sábado (19)

Previsão de tempo chuvoso em boa parte da região Sudeste do país, no oeste, centro, nordeste e leste de São Paulo, Rio de Janeiro...

Onda de calor atinge diversos estados brasileiros

As altas temperaturas e a baixa umidade têm causado transtornos à saúde de boa parte dos brasileiros, principalmente nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul....

Aula interdisciplinar é produzida por professores de Mimoso do Sul

As professoras de Arte Fabiana Rezende e Tatiana Azevedo; e os professores de Educação Física Fladson...

Leia também

Ministério do Desenvolvimento Regional abre consulta para elaboração Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes

Até 7 de novembro, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) abre uma consulta pública para a elaboração dos objetivos estratégicos e das recomendações que...

LRF proíbe gestor de assumir despesas sem caixa suficiente

Diante da crise causada pela pandemia da Covid-19, o Congresso Nacional se viu obrigado a criar um socorro a estados e municípios para minimizar...

Usuários frequentes do SUS avaliam melhor os serviços de Atenção Primária à Saúde

Quem utiliza o Sistema Único de Saúde (SUS) com maior frequência avalia mais positivamente a qualidade dos serviços prestados na área de Atenção Primária...

Demora para escolher presidente da CMO atrasa votação de R$ 27,2 bilhões em créditos adicionais

A demora na Câmara dos Deputados para escolher o novo presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO) pode causar um certo impacto na economia...