Vice-Governadoria e Esesp lançam curso gratuito de ‘Comunicação Empreendedora’

Compartilhe

O Programa Agenda Mulher, da Vice-Governadoria do Estado, e a Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp), realizam o curso gratuito “Comunicação Empreendedora”, destinado a mulheres empreendedoras de comunidades capixabas. O objetivo é difundir conhecimentos práticos relacionados à comunicação em situações do cotidiano, como no atendimento aos empreendimentos em eventos, reuniões de parcerias ou nas redes sociais, para que as participantes possam alavancar o negócio.

O curso acontece de forma presencial, nos dias 23 e 28 de março, no auditório do Palácio da Fonte Grande, em Vitória, e de modo on-line, nos dias 24 e 25, das 13h às 17h. Em ambos os formatos, haverá a entrega de certificados. Além disso, um estudo que culminou na produção de um artigo científico, com narrativas autorizadas de dez empreendedoras capixabas, servirá como material educativo para a formação humana em comunicação e não-violência.

Trata-se do estudo “Espírito Santo, terra de mulheres empreendedoras e políticas: narrativas das atendidas pelo Programa Agenda Mulher no enfrentamento às violências e vulnerabilidades”, com narrativas de empreendedoras capixabas que conseguiram superar situações de violências domésticas, ao empreender com o apoio das capacitações profissionais gratuitas realizadas pelo Programa Agenda Mulher.

A pesquisa foi realizada pela Esesp, Programa Agenda Mulher e pelas pesquisadoras Déborah Sathler, que tem mestrado em Humanidades pela Unigranrio, e Maraney Lopes, que tem especialização em gerenciamento de projetos pela Faculdade Católica de Vitória, além de mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Para a realização do estudo, foi utilizada a metodologia da história oral, do Núcleo de Estudos de História Oral da Universidade de São Paulo (USP).

A empreendedora Caciane Marvilla, de Itapemirim, é uma das participantes do estudo que narra ter conseguido sair de situações de violência doméstica. “Nós, empreendedoras, somos porta-vozes dos nossos próprios negócios, cada vez mais diversos e que estão atrelados com nossas histórias de vida. Comunicar bem é uma necessidade. Muitas, como eu, não tiveram oportunidade de cursar uma faculdade e os cursos profissionais nos ajudam bastante, pois temos muitas demandas. A capacitação gratuita é sempre necessária e o Programa Agenda Mulher trabalha conosco a relevância em torno da visibilidade feminina”, disse Caciane Marvilla, que atua como instrutora de um curso on-line sobre autoimagem.

O Espírito Santo é o Estado líder no empreendedorismo feminino no Brasil e com a maior representatividade de mulheres empreendedoras, junto com o Estado do Rio de Janeiro. Em ambos, 47,8% dos novos negócios abertos em 2020 são geridos por uma mulher e 56% são empreendedoras, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD). A maioria das mulheres empreendedoras capixabas atendidas pelo Programa Agenda Mulher são mulheres negras, pardas e moradoras de comunidades, o mesmo perfil das mulheres em situação de violências, segundo aponta o Instituto Patrícia Galvão.

A coordenadora do Programa Agenda Mulher, Maraney Lopes, ressaltou que as empreendedoras querem ser capacitadas e acessar conhecimentos úteis, seja de forma presencial ou virtual, no programa que atende mulheres de comunidades de várias regiões do Estado. “Levamos formação e qualificação com as competências exigidas no século 21, além da construção de uma rede de apoio. Um exemplo, nesse caso, é a parceria com o Ifes no curso de ‘Linguagem de Programação’”, destacou.

Segundo Maraney Lopes, as mulheres do Programa Agenda Mulher aprenderam a montar o protótipo de um sistema de tecnologia, para que possam atuar em projetos individuais e prestar serviços. “Pela primeira vez, o Espírito Santo teve um programa de governo, coordenado pela vice-governadora Jacqueline Moraes, que atuou no enfrentamento às violências por meio do empreendedorismo, alcançando mulheres desde a comunidade de Boa Vista, na Serra, até a comunidade da zona rural de Marataízes. As mulheres ouvidas no estudo, ao empreender com apoio do programa, conseguiram sair de diversas violências. Precisamos propagar esta mensagem”, completou a coordenadora do Agenda Mulher.

A diretora-presidente da Escola de Serviço Público do Espírito Santo, Nelci Gazzoni, frisou a satisfação da Escola de Governo em ser parceira no programa Agenda Mulher, destacando a importância da capacitação para o público feminino, que visa a propiciar que cada vez mais a mulher obtenha segurança e liberdade econômica, contribuindo assim para fortalecer, visibilizar e empoderar as mulheres no Estado do Espírito Santo.

“Precisamos de uma comunicação humanizada, acessível para todas as mulheres, além de difundir conhecimentos práticos. A formação também visa a capacitar a fala e a escrita de quem mais precisa: as empreendedoras de comunidades, que são a maioria entre os que empreendem no Estado, afetadas com a pandemia e as violências, por serem mulheres. Ao mesmo tempo, é importante apresentar histórias de vida reais, do cotidiano, que é possível para outras mulheres”, pontuou a professora da Esesp e instrutora do curso “Comunicação Empreendedora”, Déborah Sathler”, que também é pesquisadora de gênero e autora de livros com mulheres do congo e operárias.

Serviço

Curso “Comunicação Empreendedora” e apresentação do estudo “Espírito Santo, terra de mulheres empreendedoras e políticas: narrativas das atendidas pelo Programa Agenda Mulher no enfrentamento às violências e vulnerabilidades”
Data: dias 23, 24, 25 e 28 de março de 2022
Local: Auditório do Palácio da Fonte Grande, Rua Sete de Setembro, nº 362, Centro, Vitória – 1º Andar, e on-line.
Gratuito.

Inscrições pelo link:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe_kG2ha08PHSj89s1LnfDMBo8fq6OKY6TauwwmOLTxriHBYA/viewform?usp=send_form e no Instagram Programa Agenda Mulher @agendamulher

 

Leia também

Pequena indústria tem o melhor Índice de Desempenho no segundo trimestre em 11 anos

As pequenas indústrias brasileiras registraram melhora do desempenho e da situação financeira no segundo trimestre de 2022. Segundo...

Coordenador do ICEPi e equipe de São Roque do Canaã visitam Projeto Avivar

O Coordenador do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi) e equipe do instituto em...

André Fagundes anuncia licitação para asfalto entre o Patrimônio da Penha e Santo Antônio do Quinze

  O prefeito de Nova Venécia, André Fagundes (PDT), anunciou a publicação do aviso de licitação para contratação de...

Lote 4: fotos do show de Michel Teló no 1º Leilão Solidário de Barra de São Francisco

Aconteceu neste sábado, 6 de agosto de 2022, o 1º Leilão Soldiário de Barra de São Francisco. O...

Saúde financeira é a que mais preocupa no Brasil

A saúde financeira é o principal motivo de preocupação dos brasileiros. Uma pesquisa feita pelo Instituto FSB, encomendada...

Vila Pavão participa de encontro de falantes pomeranos em Santa Maria de Jetibá

  O município de Vila Pavão participa hoje e amanhã, em...

Mandioca de 9 kg é colhida em quintal de casa no Espírito Santo

    Mandioca de 9 kg é colhida no ES Uma mandioca de cerca de 9 kg foi colhida em uma...

Roda de Conversa do Projeto Avivar alerta sobre alimentos ‘proibidos’ e a obesidade

A 6ª Roda de Conversa do Projeto Avivar, realizada na tarde desta quinta-feira, 11, na sede do Centro...