Vereador Mulinha pede paralisação das empresas de granito em Barra de São Francisco

Diante da pandemia do novo coronavírus, o vereador Wilson Mulinha (PDT) solicitou o auxilio de associações para resolver a situação dos profissionais da área da mineração em Barra de São Francisco.

Mesmo após decretos do governo, as empresas de granito, que movimentam a economia francisquense, continuam trabalhando, como mostrado aqui.

“Tendo em vista diversas mensagens recebidas via WhatsApp e através de pessoas nos marcando via Facebook, vimos através do presente solicitar vossa intercessão junto ao setor de mineração para que também possam paralisar ou mesmo diminuir o trânsito de funcionários, visto estarmos atravessando um momento de pandemia mundial, se fazendo necessário que todos se recolham em seus lares. Sabemos que no Decreto Governamental não se falou em industria, e que se faz necessário o funcionamento de alguns setores que são primordiais, mas acreditamos que nesse momento o bom senso de todos e o amor e preocupação com o próximo são primordiais para que o COVID-19 não se espalhe e venhamos a sofrer como diversos países e até mesmo o Estado de São Paulo e outros estados têm sofrido”, disse o vereador em mensagem enviada à Associação Noroeste de Pedras Ornamentais (ANPO).

Mulinha destacou que apesar do município não ter nenhum caso confirmado, é necessário a união para que isso não aconteça.

“Hoje o nosso município ainda não possui nenhum caso confirmado, e se faz necessário a união e o apoio de todos para que isso não venha a acontecer. Por essa razão é que estamos solicitando a ajuda para que interceda junto as indústrias, para que assim unidos possamos erradicar este vírus do Brasil e do mundo”, completou o vereador.

Atualização

Após divulgação da matéria, o vereador comunicou que recebeu algumas ligações de pessoas do setor de mineração informando que diversas empresas reduziram o fluxo das pessoas que trabalham no setor em 50% e uma faixa de 80% na área administrativa, e que não se encontram recebendo a visita de terceiros e fornecedores, e que estarão solicitando junto aos demais que ainda não tomaram tais providências para que as tomem para que juntos possamos vencer este vírus.

O nosso agradecimento aos empresários que estão usando do bom senso neste momento que se faz necessário em virtude desta pandemia“, disse Mulinha ao SiteBarra.

Leia mais

Leia também