Venecianos ajudam em buscas e com doações em Petrópolis

Compartilhe

 

Apoio no resgate de vítimas, doações de alimentos, água mineral e solidariedade, são alguns dos motivos que levaram Jorginho e Vaílton auxiliar nos trabalhos ligados ao desastre


Os venecianos, Jorge Almeida, 37, e o Vaílton Oliveira, 48 anos, foram a Petrópolis com nova missão: auxiliar nas buscas de vítimas desaparecidas após o temporal que devastou a cidade, no último dia 15. A reportagem é de Cintia Zaché, da Rede Notícia.

Jorginho chegou nesta quinta-feira, 25, na cidade, junto com o segundo grupo enviado pela Remar SOS. “Trouxemos alimentos, água e nosso apoio para ajudar às famílias. O cenário é de guerra, eu nunca vi um lugar tão devastado assim. Muita queda de barreira, lixo, o comércio acabado, lama, dá muita tristeza. Mas dá alegria em vê a solidariedade, o Exército está nas ruas, Corpo de Bombeiros, as pessoas ajudando. Mas, é uma coisa inimaginável, a situação é desoladora”, fala.

Jorginho já esteve atuando na tragédia de Brumadinho, em janeiro de 2019, com a mesma instituição de agora. “Para trazer as doações, fizemos campanhas em supermercados, arrecadando as doações e hoje, estamos fazendo a entrega”, fala.

A Remar SOS é uma operação da Ong Remar do Brasil e Remar Internacional, que vai em locais de difíceis acessos, em caso de tragédias e desastres naturais. “A cidade de Petrópolis está se levantando, se recuperando, tentando seguir em frente”, explica.

Para quem quiser acompanhar os trabalhos da Remar SOS, acessar: @remarbrasil.

» Jorginho esteve em Petrópolis para entregar doações junto a Remar SOS

Outro veneciano por lá

Vaílton mora em Belo Horizonte e está em Petrópolis desde o último dia 19, que foi quando chegou com veículo próprio, lotado de doações. “Trouxe água, alimentos, e muita vontade de servir ao próximo. As doações foram feitas por amigos, que sempre me ajudam nessas campanhas de solidariedade”, diz.

Em meio a um cenário devastado, o veneciano diz que presenciou por lá, muitas cenas tristes, mas uma delas, marcou demais. “Tiramos dos escombros duas crianças mortas abraçadas entre si, isso é desolador, tem que arranjar forças nem sei de onde, para continuar o serviço que estamos desempenhando aqui”, fala.

“Tiramos dos escombros duas crianças mortas abraçadas entre si, isso é desolador, tem que arranjar forças nem sei de onde, para continuar o serviço”

Vaílton Oliveira, veneciano e técnico de enfermagem do Samu e agente de saúde de Belo Horizonte

Entre as tarefas diárias, Vaílton conta que o trabalho manual tem sido desgastante e muito cansativo. “Aqui tem que ser no braço. É marreta, enxada, e muita paciência. O mau cheiro também é forte. Estamos sendo coordenados pelo Exército Brasileiro e o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro. Os moradores também têm sido essenciais para nós, eles nos trazem comida, água, dão o apoio”, explica.

O veneciano, que na capital mineira, é técnico de enfermagem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Bombeiro Civil, e agente de saúde, há 16 anos realiza o trabalho de voluntariado, ajudando e auxiliando moradores de Belo Horizonte, e outras localidades, que necessitam de alimentos, fraldas descartáveis e outros itens. Vaílton também auxiliou nas tragédias de Brumadinho e Mariana, ambas em Minas Gerais. Já em Nova Venécia, o agente realiza campanhas com entregas de cestas básicas, serviços já divulgados por A Notícia.

O voluntariado do veneciano já virou reportagens no Jornal Hoje, da Rede Globo, Globo News, Google Play, Rede Record, Band Minas, e entre outros veículos de comunicação. Vaílton é filho da dona Neuza Oliveira, que mora no bairro Beira Rio, e Carlino Leôncio (In Memória), que era mais conhecido por Carlim Carroceiro.

» Vaílton foi para Petrópolis para ajudar nos trabalhos ligados ao desastre

Leia também

Nova Venécia estreia nesta quarta-feira (18) na Copa Espírito Santo

  O Nova Venécia inicia a busca pelo bicampeonato da Copa Espírito Santo na noite desta quarta-feira (18), a...

Reajuste para servidor e agrado a policiais vão exigir bloqueio de R$ 15 bi

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O governo precisa bloquear cerca de R$ 15 bilhões no Orçamento deste ano para...

Secretaria de Transportes e Estradas constrói ponte ecológica no Córrego Boa Sorte do Rio do Campo

A Secretaria municipal de Transportes e Estradas da prefeitura de Barra de São Francisco, construiu mais uma ponte...

Adolescentes do Projeto Jovem do Futuro passam por avaliação médica

Os adolescentes que estão participando do Projeto Jovem do Futuro, implantado há dois meses, estão cada vez mais...

ES: homem é preso suspeito de tentar estuprar menina de 10 anos

Um homem de 30 anos foi preso na noite desta segunda-feira (16), suspeito de tentar estuprar a enteada...

Conheça os direitos de todos os cidadãos usuários do SUS

O Sistema Único de Saúde (SUS) é um dos maiores sistemas de saúde pública do mundo. Ele foi...

Domingo ainda registra temperaturas baixas, mas frio perde força

Depois da última semana em que uma massa de ar polar derrubou as temperaturas em todo o país,...