Veneciano é sucesso no ramo da marmoraria nos EUA

» Julyano Teixeira (D) e o filho, Victor, na marmoraria instalada há 10 anos nos EUA

Dando sequência à série de matérias especiais, trazemos hoje, mais um veneciano que está fora do País e conquista sonhos . Julyano Teixeira, 47 anos, que há 26 anos decidiu que iria fincar moradia por outros lugares. Filho da dona Joana e do seu Rady Teixeira (In memória), hoje o veneciano é proprietário da Granite Countertop Pro, uma marmoraria localizada em Wilmington, nos Estados Unidos.

Com 10 anos de existência, a empresa que também é fruto do trabalho da sua esposa, a Carol Scherrer, alçou voos e também é especializada no ramo de armários de madeira para cozinha. “É muito trabalho e dedicação, mas crescemos em torno de 300% nos últimos cinco anos, tenho a ajuda do meu filho Victor, que é quem trabalha comigo. Pelas vitórias, já demos entrevista na mídia local, que abordou empreendimentos de imigrantes que vem sendo sucesso”, fala.

De acordo com Julyano, a facilidade de abrir negócio nos EUA e menor burocracia, facilita a vida de quem quer empreender. “As leis são duras e rígidas, é preciso cumprir à risca. Só que, aqui as leis ambientais, licenciamentos por exemplo, são mais brandas, não é como no Brasil. Também, para abrir uma loja, em um dia a pessoa faz isso e, em uma semana está vendendo já. Aqui o Governo quer que as pessoas trabalhem e cresçam”, explica.

O veneciano relata que, quase 100% dos seus clientes são americanos e que ele, convive mais com eles, do que com brasileiros em tudo que faz em sua vida.

Entre os benefícios de morar em outro País, Julyano conta que a língua foi algo que ele aprendeu rápido ao chegar lá, quando tinha 19 anos, sendo fluente hoje também em Espanhol e Inglês.

Adaptado ao local, entre os mais de 20 anos que está por lá, algumas idas e vindas aconteceram, mas desde 2007 o veneciano está fixo nos EUA, sem nem vir por aqui de visita. “O que não consigo me adaptar até hoje é o clima, o restante não faz falta. Gosto mesmo é daquele calor de Nova Venécia, do suor. Aqui são dois meses de verão apenas”, fala.

Quando perguntado sobre a economia norte-americana, que tanto desperta curiosidade, Teixeira avalia que é boa, mas que já tiveram épocas melhores. “Hoje a gente vai com 100 dólares ao supermercado e volta com duas sacolas, antes o carrinho de compra ficava cheio”, explica.

Morando em outra cidade que não seja a que está instalada seu estabelecimento, em Peabody, no Estado de Massachusetts, Julyano têm dois filhos, a Juliana (04) e o Victor (24), sendo o rapaz quem vai ficar com a marmoraria, assim que o veneciano e o restante da família retornar. “Comprei uma propriedade em Nova Venécia e já estou investindo em cacau, seringueira e outros negócios. Estou me organizando, vou analisar, vamos ver como vai ficar, tem a questão da readaptação também. Amo os Estados Unidos, sou grato a esse lugar, que me deu tudo que tenho, mas, o bom filho, a casa torna”, comenta.

Fonte: Jhon Martins / redenoticiaes

Leia mais

Barra de São Francisco tem 174 casos notificados de moradores de outras cidades

De acordo com o novo relatório divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Barra de São Francisco, o município registrou 174 casos de Coronavírus...

Morador de Ecoporanga é monitorado por conta da Pandemia do Coronavírus

Moradores da cidade de Ecoporanga também estão assustados com a Pandemia do Corona Vírus, a Secretaria...

Caminhão de produtos inflamáveis capota próximo ao Patrimônio D’ajuda

Um caminhão de produtos inflamáveis capotou na manhã...

Secretaria de Saúde realiza nova ampliação de critérios de testagem em massa no Espírito Santo

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) do Espírito Santo publicou uma nota técnica referente à definição de casos operacionais e critérios de coleta do...

Leia também

Ministério do Desenvolvimento Regional abre consulta para elaboração Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes

Até 7 de novembro, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) abre uma consulta pública para a elaboração dos objetivos estratégicos e das recomendações que...

LRF proíbe gestor de assumir despesas sem caixa suficiente

Diante da crise causada pela pandemia da Covid-19, o Congresso Nacional se viu obrigado a criar um socorro a estados e municípios para minimizar...

Usuários frequentes do SUS avaliam melhor os serviços de Atenção Primária à Saúde

Quem utiliza o Sistema Único de Saúde (SUS) com maior frequência avalia mais positivamente a qualidade dos serviços prestados na área de Atenção Primária...

Demora para escolher presidente da CMO atrasa votação de R$ 27,2 bilhões em créditos adicionais

A demora na Câmara dos Deputados para escolher o novo presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO) pode causar um certo impacto na economia...