Veneciana que teve trombose pelo uso de Ivermectina faz alerta sobre o uso de medicamentos sem prescrição

» Maria da Paixão Oliveira Alves teve além da trombose, início de paralisação de um dos seus rins, ensofagite

A veneciana, Maria da Paixão Oliveira Alves, passou por apuros, e tudo começou com dores, chegando a início de paralisação de um dos seus rins, ensofagite (inflamação da mucosa do esôfago), e trombose. “Tive dor lombar e febre de início, tudo começou no último dia 24. Procurei atendimento médico e suspeitaram de Covid-19. Comecei a tomar as medicações que estão sendo feitas diante protocolos, e nele, estava incluso a Ivermectina”, diz Maria da Paixão, que é técnica de enfermagem.

De acordo com Maria da Paixão, a rejeição ao medicamento trouxe a ela vários problemas. “O meu alerta é para que não façam uso de medicamentos sem prescrição médica. No meu caso, eu estava sendo acompanhada por profissionais da saúde, que fizeram um trabalho excelente e conseguiram detectar o meu real problema”, diz.

Paixão conta que na verdade, o que ela teve desde o início foi uma pneumonia, mas como a intoxicação pela Ivermectina estava descontrolada, as medicações não faziam efeito e seu estado de saúde só piorava, permanecendo dores e febre, tendo assim, causado o pesadelo que viveu. “Foi e está sendo muito difícil, já estou em casa, mas agora preciso procurar tratamentos causados pelas sequelas. Tudo começou com a pneumonia e com o uso de medicação causando intoxicação, os problemas maiores vieram depois”, descreve.

Internação

Antes de ser internada, Maria da Paixão foi atendida na Unidade de atendimento (UPA), local onde foram realizados teste para Covid-19 e com resultado negativo. A técnica de enfermagem também fez o teste pelo método Swab, via nasal e que demora mais um pouco a ficar pronto, também deu negativo, como os testes para dengue, Zika Vírus e chikungunya também deram negativos. “A febre não passava, 39 graus, e muitas dores. Meus rins não estavam filtrando e já havia sangue na urina, o médico da UPA indicou que eu fosse ao hospital para internação, e foi o que precisou ser feito”, explica.

De acordo com a técnica de enfermagem, foi indicado uma transferência para o Hospital Roberto Silvares, já que não descobriam a causa da febre alta, dores e outros sintomas. “Mas graças a Deus tudo deu certo, agradeço a toda equipe do Hospital São Marcos, da UPA e todos que rezaram por mim”, finaliza

Fonte: Cintia Zache / redenoticiaes

Leia mais

Ministério recomenda que organismos de políticas para mulheres não paralisem atendimento

– Foto: EBC O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH)...

Estradas do Córrego Bom Jesus começaram a ser patroladas após reclamação dos moradores

No último domingo (19), o site Portal ADN publicou uma matéria onde moradores do Córrego Bom...

Cinco policiais militares já morreram de Coronavírus no Espírito Santo

Um deles foi o Sargento Adilson Pereira de Souza, que trabalhava na portaria do Hospital da Polícia Militar (HPM). Ele morreu na madrugada desta...

Polícia prende dois indivíduos suspeitos de participarem do assalto ao Correios de Águia Branca

Veículo utilizado no assalto Uma operação do 5º Batalhão...

Leia também

Estudo feito pela Fiocruz alerta que Covid-19 pode causar danos cerebrais

Um estudo realizado no Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS/Fiocruz), em parceria  com o Instituto D'Or (Idor) e a Universidade Federal do Rio...

GO: Recursos para compra de alimentos serão ampliados no estado

O governo de Goiás receberá R$ 1,3 milhão para reforçar o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O montante se soma aos R$ 4...

Espírito Santo: aposentado morre após ser atacado por abelhas

Ataque do enxame aconteceu no quintal da casa de José Salvador, de 57 anos.   Um homem de 57 anos morreu após ser atacado por abelhas...