Vacinação Covid-19: Estado tem melhor cobertura no Sudeste para público acima dos 60 anos

O Espírito Santo apresenta a melhor cobertura vacinal entre os quatro estados da região Sudeste para a primeira dose contra a Covid-19 entre a população de 60 anos ou mais, com 98,01% de cobertura desde o início da campanha, em janeiro de 2021. Os dados são da Rede Nacional de Dados em Saúde do Ministério da Saúde. 

Segundo estimativas do Ministério, o Espírito Santo tem 592.792 pessoas acima dos 60 anos e já havia aplicado a primeira dose em 581.038 capixabas até essa segunda-feira (14). Os estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro apresentaram no mesmo período a cobertura de 90,4%, 87,6% e 86,6%, respectivamente. 

A expectativa é que, com os esquemas das segundas doses com a vacina Covishield (Oxford/Fiocruz) a serem completados em julho e com o retorno da produção da Coronavac (Sinovac/Butantan), o Estado poderá apresentar o percentual de cobertura acima dos 90% também para as segundas doses em pessoas acima dos 60 anos, que, atualmente, está em 58,2% — número superior aos demais estados do Sudeste.  

Além disso, a Secretaria da Saúde (Sesa), por meio do Programa Estadual de Imunizações, tem orientado semanalmente os municípios na realização da busca ativa da população que se encontra com a segunda dose em atraso, visando a garantir a complementação do esquema e atingir a excelência na cobertura vacinal.

 

Vacinação e cuidado com a pessoa idosa  

O subsecretário de Estado da Saúde, Luiz Carlos Reblin, atentou a população sobre a responsabilidade aos cuidados das pessoas idosas na vacinação contra a Covid-19. “A vacinação não se encerra na primeira dose, a segunda é tão importante quanto. Precisamos verificar se já é tempo para complementar o esquema vacinal e procurar pelo serviço de saúde para o agendamento”, enfatizou. 

O subsecretário reforçou também sobre a importância da cobertura vacinal neste público, uma vez que é o que apresenta maior letalidade para a doença. “Está demonstrado nos números, com mais de oito mil mortes de pessoas acima de 60 anos no Estado pela Covid-19. O acesso à vacina está disponível nas salas de vacinação, além de espaços alternativos que muitos municípios têm feito”, disse o subsecretário.

 


Leia mais

Leia também