Última fase do teste de segurança constata credibilidade da urna eletrônica

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que a urna eletrônica é segura e que nunca foi detectado nenhum tipo de fraude que pudesse interferir no resultado das eleições. A declaração foi dada durante entrevista coletiva, por videoconferência, que marcou o encerramento do Teste de Confirmação do Teste Público de Segurança (TPS) 2019 do Sistema Eletrônico de Votação.

Durante três dias, um grupo de investigadores formado por peritos da Polícia Federal não conseguiu repetir a totalidade dos planos de ataque executados com êxito em novembro de 2019. Isso significa que eles não superaram as principais barreiras de segurança estabelecidas pela equipe técnica do TSE e ressaltaram que o ajuste realizado blindou a vulnerabilidade verificada.

Eleições 2020: agentes públicos estão proibidos de fazer publicidade e propaganda a partir deste sábado (15)

ELEIÇÕES 2020: Mídia e redes sociais podem causar impacto nas urnas

Segundo o secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino, o teste é uma evidência de que o sistema está pronto para ser colocado em prática, com muito mais garantia de segurança. 
 

Foto: Arquivo/EBC

Leia mais

Leia também