Uber irá conceder direitos trabalhistas aos motoristas no Reino Unido


Sputnik – A Uber anunciou nesta terça-feira (16) que passará a conceder direitos trabalhistas para todos os motoristas cadastrados no Reino Unido.

Em fevereiro deste ano, a Suprema Corte do Reino Unido definiu que motoristas da Uber têm direito a benefícios trabalhistas, como salário mínimo e folga.

“Isso segue a recente decisão da Suprema Corte do Reino Unido, que fornece um caminho mais claro para um modelo que dá aos motoristas os direitos da condição de trabalhador enquanto continua a deixá-los trabalhar com flexibilidade”, escreveu o Uber.

O debate no país acontece desde 2016, após dois motoristas do aplicativo terem entrado na Justiça contra a empresa. Um tribunal trabalhista de Londres decidiu que eles tinham direitos como férias pagas e pausas para descanso. As informações foram publicadas pela agência Reuters.

As novas medidas passarão a valer para todos os 70 mil motoristas cadastrados no Reino Unido a partir desta quarta-feira (17).

A Suprema Corte argumentou “que, ao conectar-se ao aplicativo Uber em Londres, um motorista que pode sofrer com reclamação de usuários é considerado um trabalhador ao celebrar um contrato”.

Em muitos países (incluindo o Brasil), os motoristas da Uber são atualmente tratados como autônomos, o que significa que, por lei, eles recebem apenas proteções mínimas.

(Foto: Reprodução)

Leia mais

Capes mantém 160 mil bolsas

Leia também