Turismo amarga prejuízos de quase 229 bilhões

A pandemia da Covid-19 atingiu duramente o turismo brasileiro e, entre março e outubro deste ano, o setor amargou um prejuízo de cerca de R$ 228,6 bilhões. O dado é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Segundo a entidade o faturamento do setor deve retornar a níveis pré-pandemia apenas no terceiro trimestre de 2023. Juntos, os estados de São Paulo – R$ 82,28 bilhões – e do Rio de Janeiro – R$ 33,71 bilhões – concentram 50,7% do prejuízo nacional. 

Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), disse que que o turismo no País vem apresentando sinais de melhora aos poucos.  De acordo com ele, o grande desafio é ofertar serviços com preços que se ajustem à realidade da população e, ao mesmo tempo, consigam beneficiar os empresários diante de tantos prejuízos. 

“O preço tem sido um componente importante, porque, majoritariamente a população está com menos dinheiro. Contudo, isso tem que se adequar para dar mais sustentabilidade às empresas”, afirma.  

Para reverter as perdas na área, o Governo Federal lançou o programa Retomada do Turismo, iniciativa que vai unir esforços dos setores público e privado, terceiro setor e Sistema S, com o objetivo de fortalecer a área diante de tantas perdas. O programa vai reunir uma série de iniciativas que serão lançadas até 31 de julho do próximo ano. 

Turismo prepara retomada das atividades com foco em destinos nacionais

Segurança

Em junho deste ano, o Ministério do Turismo lançou o selo Turismo Responsável – Limpo e Seguro, certificado que atesta que prestadores de serviços do setor cumprem medidas sanitárias para evitar o contágio do coronavírus. Para ter acesso ao selo, empresas e guias de turismo precisam estar inscritos no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). Até 20 de outubro, 23 mil selos foram emitidos, segundo o Ministério do Turismo. 

Na cerimônia em que o programa Retomada do Turismo foi lançado, na última semana, o titular da pasta, Marcelo Álvaro Antônio, ressaltou a importância de que as pessoas procurem estabelecimentos credenciados com o selo. “Procure os estabelecimentos que contêm o selo do Turismo Responsável, são mais de 23 mil estabelecimentos em todo o Brasil, obedecendo todos os protocolos de biossegurança”, disse o ministro. 

Emprego

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), entre março e setembro o setor de turismo eliminou 489,2 mil postos de empregos formais, o que equivale a 13,5% da força de trabalho na área. Segundo a CNC, é previsto um encolhimento de 37,1% no faturamento real do setor de turismo em 2020.

Desde o começo da pandemia, o Ministério do Turismo afirma que já destinou R$ 5 bilhões de crédito a empresas do setor, o que proporcionou a preservação de mais de 26 mil empregos. 

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Leia mais

Aulas presenciais na rede municipal em Barra de São Francisco só em 2021

A Secretaria Municipal de Educação de Barra de São Francisco irá publicar nova portaria parâmetros para aulas na rede municipal devido a pandemia do...

Confira quantos votos recebeu cada candidato a vereador de Boa Esperança

Maicon Gomes (maiquim) (PSB) – 505 VOTOS Sheila Faria (PSB) – 422 VOTOS Aldo Do Mel (SOLIDARIEDADE) – 351 VOTOS Carlos Venancio (REPUBLICANOS) – 314 VOTOS Charles Ladislau...

Operação que mira fraudes na compra de respiradores cumpre mandados de prisão no Espírito Santo

A operação não investiga ações do governo capixaba....

O TEMPO E A TEMPERATURA: Centro-Oeste do País tem tempo nublado e quente nesta quinta-feira (03)

Nesta quinta-feira (03), a Região Centro-Oeste ainda deve receber temporais em algumas localidades por causa de um corredor de umidade da formação de áreas...

Leia também

Pela 10ª vez em 8 meses, preço do gás sobe no Espírito Santo e botija pode chegar a R$ 88

  Pela décima vez em menos de oito meses, o preço do gás de cozinha passará por um novo reajuste no Espírito Santo. Com o...

Senado aprova priorização da vacina contra Covid-19 para grupo de risco

Os senadores aprovaram uma definição de população prioritária que deve ser vacinada contra Covid-19 no primeiro momento em que o imunizante chegar ao Brasil....