TSE cassa mandato de prefeito de Itapemirim e determina nova eleição

Compartilhe

Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu cassar o mandato do prefeito da cidade de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, Thiago Peçanha (Republicanos) e de seu vice, Nilton Santos (Republicanos) por abuso de poder político. As informações são da TV Gazeta.

Na sessão realizada nesta quinta-feira (31), o TSE confirmou a decisão que já havia sido dada pelo Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-ES) em agosto do ano passado. A condenação pela Justiça Eleitoral em primeira instância ocorreu em fevereiro de 2021. Por isso, a partir de agora, não cabe mais recurso para Peçanha e seu vice.

O TSE determinou que uma nova eleição seja realizada para eleger o novo chefe do Executivo de Itapemirim. O novo pleito não tem data marcada para acontecer.

A condenação do mandato ocorre em função de nomeações de servidores que ocorreram no ano eleitoral de 2020 e que foram consideradas irregulares pela Justiça. A ação foi proposta por Rodrigo de Almeida Bolelli, presidente da coligação que uniu PSB, DEM, PSD, Podemos, Avante e PP naquele ano.

Por conta das nomeações, o número de comissionados cresceu 60%, passando de 401 em 2019 para 610 em 2020. Já o quadro de estagiários aumentou 510%, saltando de 171 em 2019 para 946 em 2020.

O relator do processo no TSE, ministro Carlos Horbach, pontuou em seu voto que as nomeações tiveram como propósito angariar apoio político e, por isso, confiram abuso de poder político.

“A máquina pública foi totalmente mobilizada para quebrar o equilíbrio da disputa eleitoral daquele ano”, disse o ministro em seu voto.

O ministro Alexandre de Moraes considerou as nomeações gravíssimas e afirmou que os contratados “se tornam cabos eleitorais”.

“Em uma cidade menor como Itapemirim, obviamente constitui um abuso efetivo sem justificativa razoável, grave o suficiente para caracterizar abuso de poder político”, ressaltou.

Até a última atualização desta reportagem, o g1 não havia obtido contato da defesa de Thiago Peçanha.

A Prefeitura de Itapemirim foi procurada, mas não se manifestou sobre a condenação até o momento.

Thiago Peçanha (Republicanos) teve mandato cassado pelo TSE — Foto: Reprodução/Redes sociais

Thiago Peçanha (Republicanos) teve mandato cassado pelo TSE — Foto: Reprodução/Redes sociais

Leia também

Adolescentes do Projeto Jovem do Futuro de Barra de São Francisco passam por avaliação médica

Os adolescentes que estão participando do Projeto Jovem do Futuro, implantado há dois meses, estão cada vez mais...

IMPOSTO DE RENDA 2022: Últimos dias para declaração; prazo vai até 31 de maio

Os contribuintes têm até o dia 31 de maio para entregar a declaração do Imposto de Renda Pessoa...

Seleção de Água Doce do Norte enfrenta Barra de São Francisco neste sábado pela Copa SESPORT

Após um tumultuado final de semana, onde o time de Barra de São Francisco visitou Água Doce do...

Polícia prende suspeito de assalto a pai, filha e entregador de pizza em São Gabriel da Palha

Uma ação da Polícia Civil e Polícia Militar prendeu nesta sexta-feira (20) um homem de 27 anos, suspeito...

Audiência Pública para avaliação das metas fiscais do 1º quadrimestre de 2022 em Vila Pavão

Visando a transparência nas contas públicas, a Prefeitura de Vila Pavão, através Secretaria Municipal de Finanças e Orçamento,...

Barra de São Francisco recebe equipamentos para duas academias ao ar livre

A prefeitura de Barra de São Francisco, conseguiu junto a SESPORTE (Secretaria de Estado de Esportes), do governo...

Capixaba Batata assina primeiro contrato profissional pelo Botafogo

O atacante capixaba João Henrique Zampier, conhecido como "Batata", assinou seu primeiro contrato profissional com o Botafogo, nesta...

Abertura da Exponoroeste será nesta quarta-feira (25)

O grande evento da realização da I Exponoroeste, Feira de Economia Solidária, Artesanato, Agroindústria e Agricultura Familiar terá...