Tribunal dos EUA restabelece lei que restringe aborto no Texas


Tribunal de apelações de Nova Orleans, dos Estados Unidos, determinou nesta sexta-feira, 9, que volte a vigorar uma lei contra o aborto no Texas. A lei passou a vigorar em 1º de setembro deste ano e impede o aborto depois de seis semanas, quando a maioria das gestantes não sabem que estão grávidas.

Na quarta-feira, 6, um juiz federal do Texas suspendeu o texto através de uma liminar, e “várias clínicas haviam recomeçado a praticar o aborto no estado depois da decisão temporária do juiz”, informou reportagem do jornal O Globo.

Diante da indecisão sobre a lei, “a expectativa é de que a lei seja alvo de debate na Suprema Corte, onde a maioria é de conservadores por 6 votos a 3”, informa O Globo, que lembra que “outros estados governados por republicanos sancionaram leis restritivas ao aborto, mas muitas delas foram derrubadas em tribunais”.