TRE-ES marca eleição suplementar em Boa Esperança para 01 de agosto

O Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TER-ES),
decidiu, nesta quarta-feira (26), por unanimidade, que a eleição suplementar no
município de Boa Esperança acontecerá no dia 01 de agosto.

O pleito foi marcado após o Tribunal Superior Eleitoral
(TSE) negar, no dia 15 de abril, por maioria, com resultado proclamado em 4 a 3,
o recurso especial de Romualdo Milanese (Solidariedade) e manter a decisão do
TRE-ES de barrar a candidatura do político, anulando os votos recebidos pela
chapa.

Enquanto o novo prefeito não é escolhido, permanece no
comando da cidade, interinamente, o presidente da Câmara Municipal de Boa
Esperança, Renato Barros (Solidariedade).

O dia do novo pleito foi escolhido dentro de uma lista de
datas possíveis, fixadas por uma resolução do TSE. Segundo o presidente do
órgão, desembargador Samuel Meira Brasil Junior, o dia 1º de agosto está
“proximamente viável” para que sejam cumpridos os atos
correspondentes ao pleito, como arrecadação, propaganda eleitoral e prestação
de contas.