Transmissão ao vivo do II Workshop de Segurança de Barragens atinge mais de 1.300 visualizações na internet

Depois de duas manhãs e mais de seis horas de conteúdo, o II Workshop de Segurança de Barragens terminou, na tarde desta quinta-feira (10), com um engajamento de cerca de 120 espectadores simultâneos e mais de 1.300 visualizações. Os participantes tiveram acesso a conteúdos sobre regularização, construção, manutenção e segurança de barragens para armazenamento de água. 

Transmitido ao vivo pelo canal da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh) no Youtube, o evento virtual foi realizado nas manhãs desta quarta (09) e quinta-feira (10). De acordo com o gerente de gestão e infraestrutura hídrica da Agerh, Tiago Lodi, o objetivo do workshop foi cumprido. “Nossa intenção era unir todas as informações possíveis para estimular a cultura da segurança de barragens no Espírito Santo. Ter alcançado tantas pessoas já é um grande avanço”, comemorou o gerente.

No primeiro dia, os participantes assistiram a conteúdos sobre o diagnóstico das barragens de armazenamento de água no Espírito Santo, licenciamento ambiental, construção e segurança de barragens. Com apresentações da Agerh, por meio do gerente Tiago Lodi; do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), por meio do engenheiro agrônomo Ivan Correa; da Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca do Espírito Santo (Seag), representada pelo gerente Patrick Ribeiro, e do Comitê Brasileiro de Barragens (CBDB), representado pelo diretor técnico, Ricardo Aguiar, o público pôde conferir um panorama da importância da regularização e manutenção dessas estruturas. 

Já o segundo dia foi voltado, exclusivamente, para a segurança dos barramentos para acumulação d’água. Nesta quinta-feira (10), mesmo virtualmente, os quase 100 espectadores simultâneos participaram de exercícios práticos sobre como funciona a Classificação de Risco para barragens. A atividade foi conduzida pelo arquiteto da Agerh, Rafael Wolfgram. As questões foram respondidas pelo chat da transmissão.

Os participantes assistiram ainda a uma palestra da Suzano, empresa de celulose localizada em Aracruz, que possui um complexo de barragens industriais para acumulação de água. O gerente de Meio Ambiente, Marcio Caliari, e a consultora da empresa, Bruna Bof, contaram como foi o processo de elaboração e de execução dos Planos de Segurança de Barragens (PSB) e de Ação Emergencial (PAE) das barragens da empresa, que entregou este ano os documentos exigidos pela Política Estadual de Segurança de Barragens. Veja aqui quais são os documentos exigidos para a segurança dos empreendimentos.

O II Workshop de Segurança de Barragens foi encerrado pelo tenente Patrick Scopel, da Defesa Civil Estadual. O oficial do Corpo de Bombeiros mostrou como é organizado e executado o Plano de Contingência da Defesa Civil para possíveis riscos.

Os conteúdos compartilhados nas duas manhãs do evento foram bem recebidos pelo público. “Parabéns aos organizadores do Workshop. Vejo que profissionais de vários estados estão participando. Isso é fantástico. Vejo o Espírito Santo à frente em assuntos diversos”, escreveu Adilson Teixeira, no chat da transmissão no Youtube. 

“Para nós, da Agerh, é uma grande conquista levar todas essas informações a tantas pessoas e o melhor, de forma didática, algo que o público sempre sentiu necessidade. Esse retorno positivo é resultado de dois anos de muita dedicação e esforço da Agerh em reforçar a governança e a fiscalização da segurança de barragens no Espírito Santo”, destacou o diretor de planejamento e infraestrutura hídrica da Agerh, José Roberto Jorge. 

Acesse o canal da Agerh no Youtube para assistir aos vídeos do II Workshop de Segurança de Barragens

É proprietário ou responsável técnico de barragens? Registre o empreendimento no Cadastro Estadual de Segurança de Barragens e acesse a Cartilha de Segurança de Barragens.

Leia mais

Leia também