Tradicional Festival da Torta Capixaba acontecerá de forma on-line

 

O tradicional Festival de Torta Capixaba funcionará, este ano, por meio de entregas por aplicativo.

O objetivo da medida é conter a proliferação do coronavírus e garantir à população acesso a um dos principais símbolos da culinária do Espírito Santo durante a Semana Santa.

O evento é uma iniciativa da Companhia de Desenvolvimento, Turismo e Inovação de Vitória (CDTIV) juntamente com a Associação de Pescadores, Marisqueiros e Desfiadeiras de Siri da Ilha das Caieiras em parceria com o aplicativo capixaba de entregas Shipp.

O XVII Festival de Torta Capixaba vai começar na Semana Santa, entre os dias 1º e 4 de abril, das 10h às 16h, mas, a população já pode agendar as entregas a partir da próxima segunda-feira (29), por meio do aplicativo.

Cerca de 14 expositoras e sete restaurantes vão participar das vendas das tortas capixabas, que terão um preço fixo, independente dos sabores. Os pratos de 1kg custam R$130 e os de 500g, R$65.

Para realizar o pedido, basta fazer o download do Shipp e acessar a vitrine especial do Festival de Torta Capixaba. Para os intolerantes alimentares, esse ano, existe a possibilidade de adquirir os pratos “personalizados”, só acrescentar no campo de observações do pedido, o ingrediente que deseja retirar ou adicionar.

A torta capixaba é o principal sustento de muitas famílias da Ilha das Caieiras, movimenta a economia e é muito tradicional para a população. A marisqueira, produtora de tortas e uma das fundadoras do festival, Simone Leal, está com expectativas altas para a realização do festival on-line.

“A expectativa é a melhor possível. Só tenho a agradecer a prefeitura e a comunidade pela oportunidade de realizar mais uma vez o projeto”, afirmou Simone.

A diretora da CDTIV, Camilla Brandão, também mostra muita expectativa para o evento, já que devido a pandemia do coronavírus o festival não pode acontecer de forma presencial, as entregas são de grande importância.

“Todos nós vamos poder curtir a torta capixaba dentro de casa”, disse Camilla.

Torta capixaba

Torta capixaba

Leia mais

Leia também