Trabalhadores portuários começam a ser vacinados contra a Covid-19

A vacinação dos trabalhadores portuários teve início nesta quinta-feira (27), em ato simbólico, no Porto de Santos (SP). O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participaram do evento em que os dois primeiros portuários foram vacinados por Queiroga.

Nesta primeira fase, 26 portuários, todos de 59 anos, representantes dos trabalhadores avulsos, da Autoridade Portuária e de terminais portuários foram imunizados. A vacinação contra a Covid-19 para trabalhadores portuários e do transporte aéreo foi antecipada pelo Ministério da Saúde. A vacina destinada a esses trabalhadores é a da AstraZeneca/Oxford, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e não alteram o plano de imunização do restante da população.

Os portuários e aeroportuários já haviam sido incluídos nos grupos prioritários estabelecidos pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, e representam mais de 200 mil pessoas.

“Hoje estamos iniciando a vacinação de portuários e aeroportuários porque portos e aeroportos são pontos de origem e de destino e essa turma está em contato com tripulações do mundo inteiro. Então, era necessário promover uma barreira sanitária, fazer com que essas pessoas tivessem uma proteção para poder trabalhar com tranquilidade”, explicou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

O ministro lembrou a importância dos portos, em especial o de Santos, e do trabalho dos portuários para a economia do país. “Santos é o porto mais importante da América Latina e, em breve, o maior porto do Hemisfério Sul. É isso que faz com que nossa safra se movimente, que a gente tenha saldo de transações correntes, que a gente tenha recursos, fôlego até para superar a crise sanitária do ponto de vista financeiro.”

Doses de vacina

A partir da noite dessa quarta-feira (26), o Ministério da Saúde começou a enviar doses para vacinação desses grupos prioritários em todos os estados e no Distrito Federal. Serão distribuídos lotes para a primeira dose de 100% dos portuários e 78% dos aeroportuários.

Entre os trabalhadores dos portos, serão vacinados os funcionários das autoridades portuárias, de operadores e trabalhadores avulsos. No setor de aviação, serão imunizados os funcionários de aeroportos, de companhias aéreas e de empresas prestadoras de serviços.

Trabalhadores portuários começam a ser vacinados contra a Covid-19

Os dois primeiros portuários foram vacinados pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga Foto: Ministério da Infraestrutura


Leia mais

Leia também