Terra Vermelha vai conhecer a OSC que vai gerir CRJ nesta quarta-feira (28)

A Secretaria de Direitos Humanos (Sedh) fará uma reunião com membros da sociedade civil da região da Grande Terra Vermelha, em Vila Velha, para apresentação da OSC Bem Brasil, que vai gerir o Centro de Referência das Juventudes (CRJ), em Terra Vermelha. O encontro será nesta quarta-feira (28), na Associação de Moradores do bairro, a partir das 19 horas.

Lideranças comunitárias, coletivos e responsáveis por equipamentos públicos dos bairros do entorno devem participar do encontro, que será conduzido pela equipe da Sedh.

Os CRJs serão um espaço de garantia de direitos das juventudes capixabas, conforme o Estatuto da Juventude (lei 12.852/2013). Eles vão ofertar uma gama de serviços voltados para as juventudes, buscando diminuir os índices de crimes violentos sofridos e cometidos por jovens. Em todo o Estado, serão 14 CRJs em funcionamento até 2022, com capacidade para atender, anualmente, uma média de 65 mil jovens.

Os CRJs ofertarão serviços, como o acompanhamento integral de jovens para a construção de Planos de Vida e Trabalho, o uso de espaços de trabalho compartilhado, com laboratório temático para a geração de renda, e a realização de oficinas, eventos artístico-culturais e esportivos, entre outros.

“Em breve, vamos ter o nosso grande projeto realizado no município e em todo o Estado, que é a implementação de 14 Centros de Referência das Juventudes, para que possamos trazer ainda mais oportunidades para as nossas juventudes. Essa é a marca do Programa Estado Presente, dialogar com todas as Secretarias de Governo e com as comunidades, construindo um ambiente melhor para todas e todos”, afirmou a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo.

 

Estado Presente

O Projeto Estado Presente: Segurança Cidadã no Espírito Santo é uma iniciativa do Governo do Estado do Espírito, Santo que conta com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do Contrato de Empréstimo 3279/OC-BR. Tem como objetivo geral contribuir para a redução dos elevados índices de crimes violentos (homicídios e roubos) entre jovens de 15 a 24 anos nas regiões de maior vulnerabilidade social e, historicamente, mais atingidos pela violência.

Texto: Danielly Campos