‘Terceira onda foi anunciada’, diz secretário do Espírito Santo ao prever fase de aceleração da Covid-19

Nésio Fernandes disse que estado vive uma queda do número de casos, mas prevê uma nova fase de aceleração da Covid-19 no ES nos meses de março em abril.

Secretário de Saúde do ES, Nésio Fernandes

Secretário de Saúde do ES, Nésio Fernandes

O secretário de Saúde do Espírito Santo, Nésio Fernandes, prevê uma nova fase de aceleração da Covid-19 no estado nos meses de março e abril.

“Neste momento, no ES, vivemos uma queda do número de casos, uma estabilização das internações e dos óbitos pela Covid-19. Previmos que, pela sazonalidade das doenças respiratórias no ES, em março/abril uma nova fase de aceleração poderia ocorrer. A terceira onda da doença foi anunciada”, disse Nésio em uma rede social na tarde deste sábado (27).

O Espírito Santo registrou, até este sábado, 6.397 mortes por Covid-19. O número de casos confirmados chegou a 325.315. O índice de letalidade da doença no estado é de 2%.

Em todo o estado, a taxa de ocupação dos leitos de UTI destinados a pacientes com Covid-19 está em 72,33%.

Embora haja estabilização na tual fase da doença em terras capixabas, Nésio lembrou da situação mais crítica de outros estados. O secretário fez uma série de postagens sobre a doença.

“Vivemos a iminência de um colapso nacional e o cenário manauara já começa a repetir-se em todas as regiões, simultaneamente: neste sábado 27/02/21, 22 estados do Brasil em situação de colapso ou pré-colapso”, disse.

O secretário destacou que as medidas de combate à pandemia não podem ser isoladas em cada estado e que é importante haver coordenação nacional.

“Nunca estivemos tão próximos de viver esse momento tão crítico. Salvar o país representará salvar o Espírito Santo. ‘Um por um’ ou ‘cada um por si’ será difícil suportar o colapso nacional”, explicou.

Leia mais

Leia também