Terapia comunitária online leva saúde mental à população

Compartilhe

Agência Brasília
Agência Brasília

Promovida pela Gerência de Práticas Integrativas da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), a terapia comunitária online é um espaço seguro, em que as pessoas podem falar das próprias questões e receber ajuda profissional. Sempre às 15h de quintas-feiras, o grupo – apelidado de “SUS em casa” – se reúne de forma virtual. Para participar, basta acessar o link da ferramenta Zoom . A iniciativa é uma parceria da SES com a Associação Brasileira de Terapia Comunitária Comunitária Integrativa, com a ONG Movimento Integrado de Saúde Mental Comunitária do Ceará e com a Universidade de Brasília (UnB).

Criada em maio de 2020 devido à alta demanda de serviços voltados para a saúde mental durante a pandemia de covid-19, a iniciativa, usualmente, tem a participação de cerca de 20 pessoas por encontro. A maioria dos presentes é de adultos ou idosos, mas a Referência Técnica Distrital em Terapia Comunitária Integrativa (TCI), Doralice Oliveira Gomes, destaca que qualquer um pode participar das reuniões, sem limite de idade. Além disso, não é preciso diagnóstico ou encaminhamento nem cadastro ou autorização.

Desde o início do projeto, mais de 7.300 pessoas já passaram pelos encontros. Algumas permanecem por anos, enquanto outras participam apenas algumas vezes, pois o acesso é livre.

Desde 2020, Doralice Gomes trabalha com os grupos de terapia em grupo online, ajudando pessoas que precisam desabafar e conversar sobre seus problemas | Foto: Jhonatan Cantarelle/Agência Saúde-DF
Desde 2020, Doralice Gomes trabalha com os grupos de terapia em grupo online, ajudando pessoas que precisam desabafar e conversar sobre seus problemas | Foto: Jhonatan Cantarelle/Agência Saúde-DF

Um dos membros é Mônica**, servidora da SES que entrou no grupo em 2020, buscando acolhimento. “A terapia me deu suporte para continuar trabalhando diante de tantos óbitos de pacientes, de amigos e conhecidos no período complexo da pandemia. A TCI foi a força para superar o medo, as dores do luto, das perdas, tudo que passei. Tive acolhimento como profissional de saúde, pessoa e cidadã”, avalia.

Três terapeutas comunitárias, que são profissionais da SES-DF, mediam os encontros da terapia virtual. A equipe recebeu capacitação de 240 horas – oferecida pela própria pasta ou instituições privadas.

Como funciona

A TCI pode ajudar qualquer pessoa que esteja disponível a compartilhar experiências e a ouvir as dos outros. A sensação de liberdade, acolhimento e autoestima pode reduzir a ansiedade, o estresse, a tristeza, a raiva e, consequentemente, o efeito de várias doenças e dores físicas, assim como melhorar muitos quadros emocionais.

Esse tipo de atividade em grupo tem o objetivo de criar um espaço livre, acolhedor e resiliente de troca de experiências de tal forma que as pessoas sejam fortalecidas. A ideia por trás da prática é a intervenção coletiva, ou seja, que cada paciente possa elaborar soluções para os próprios problemas ao ouvir e acolher as experiências dos demais.

De acordo com Doralice Gomes, os participantes, ao compartilhar sentimentos, conseguem compreender que há aprendizagem e fortalecimento individual. “Dessa forma, a terapia comunitária também fortalece os laços sociais do grupo” destaca.

Para participar, basta acessar a página de Práticas Integrativas em Saúde no site da SES e clicar diretamente no link da reunião da TCI, disponibilizado na aba “Apoio online”.

**Nome fictício a pedido da servidora

*Com informações da Secretaria de Saúde (SES-DF)

Leia também

Preço da soja subiu nesta quarta-feira (6)

A saca de 60 quilos de soja está cotada, nesta quarta-feira (6), a R$ 138,66. O produto registra...

Preço da soja em baixa nesta segunda-feira (4)

A saca de 60 quilos de soja começou esta segunda-feira (4) em baixa de 0,77% no preço e...

ANM lança Tomada de Subsídios para base de cálculo

A Agência Nacional de Mineração (ANM) lançou a Tomada de Subsídios n° 3/2023 com o objetivo de escutar os cidadãos...

Neste fim de semana tem Torneio de Beach Tennis no Parque de Festas de Barra de São Francisco

Estará acontecendo neste final de semana, no Parque de Festas Albuíno Azeredo, no Polo Industrial, o 1º Torneio...

No Brasil, 52 milhões de jovens não concluíram o ensino médio

No Brasil, quase 52 milhões de jovens não concluíram o ensino médio, seja por abandono escolar ou por...