Suspeito de manter esposa em cárcere privado, ex-militar do Exército é preso com 75 armas no Espírito Santo

Um ex-militar do Exército, de 77 anos, foi detido em flagrante por manter a esposa, de 57 anos, em cárcere privado e por posse ilegal de 75 armas de fogo. A prisão aconteceu na desse domingo (13), no bairro Independência, em Cachoeiro de Itapemirim, região Sul do Espírito Santo. A informação é da TV Gazeta.

A Polícia Militar informou que uma equipe foi até a casa da família depois de receber uma denúncia de cárcere privado. Ao chegar no local, foi constatado que a mulher estava trancada dentro da residência e sem alimentação por cerca de 24 horas.

Com a autorização da vítima e do filho dela, os policiais forçaram o portão e entraram na casa.

A mulher contou para os policiais que marido saiu de casa no sábado (12) e a deixou trancada e sem comida.

A vítima relatou ainda que o marido a ameaçava de morte constantemente e que ele mantinha em casa uma coleção de armas de fogo.

A mulher foi libertada e levada para prestar depoimento da Delegacia de Cachoeiro de Itapemirim. Ao tomar conhecimento da ocorrência, o delegado Thyago Mello pediu, junto ao Poder Judiciário, uma medidas protetivas de urgência para a vítima e o mandado de busca e apreensão das armas de fogo.

Depois que a mulher foi libertada, a Polícia Civil foi até a casa. No local, foram apreendidas 75 armas de fogo, sendo 40 armas curtas e 35 armas longas, como carabinas, fuzis, espingardas, pistolas e uma pistola-metralhadora UZI, utilizada pelas forças israelenses como uma arma de defesa pessoal, além de munições.

Todo o material foi apreendido dentro de um quarto cofre construído, segundo o suspeito, sob exigência do Exército. Ele estava em casa no momento e foi detido.

De acordo com o delegado, o ex-militar alegou ser colecionador e que teria a documentação de todas as armas.

No entanto, ele não as documentações e foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

As investigações relacionadas ao crime de cárcere privado e ameaças serão apuradas pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Cachoeiro de Itapemirim.

Em relação à posse irregular de arma de fogo, o homem pagou a fiança e foi liberado. O crime será apurado pela Delegacia Especializada de Infrações Penais e Outros (Dipo) de Cachoeiro de Itapemirim.

Parte das armas apreendidas em casa de ex-militar do Exército em Cachoeiro de Itapemirim — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Parte das armas apreendidas em casa de ex-militar do Exército em Cachoeiro de Itapemirim — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Muitos revólveres sem porte legal foram apreendidas na casa de ex-militar do Exército em Cachoeiro de Itapemirim — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Muitos revólveres sem porte legal foram apreendidas na casa de ex-militar do Exército em Cachoeiro de Itapemirim — Foto: Divulgação/Polícia Civil


Leia mais

Leia também