Suspeito de comandar tráfico de drogas é preso em operação no Espírito Santo

 

Um homem de 38 anos apontado como chefe do tráfico de drogas de Nova Venécia, no Noroeste do Espírito Santo, foi preso em uma operação nesta sexta-feira (2), no bairro Balneário Carapebus, na Serra, na Grande Vitória.

De acordo com a Polícia Civil, a investigação que levou a prisão de Anderson Cirino demorou dois anos.

O investigado foi preso por tráfico de drogas em 2007 em Nova Venécia e solto três anos depois.

Homem apontado como chefe do tráfico de Nova Venécia foi preso

Homem apontado como chefe do tráfico de Nova Venécia foi preso

A investigação aponta que, depois de ser solto, Anderson se mudou para a Serra e abriu um lava jato, onde passou a vender pequenas quantidades de drogas e comandar o tráfico de Nova Venécia. No local, foram encontradas balanças de precisão, uma arma, munição e drogas.

De acordo com o delegado do Departamento Especializado de Narcóticos (Denarc) de Nova Venécia, Douglas Sperandio, o criminoso também é investigado por lavagem dinheiro.

Material apreendido na casa do investigado

Material apreendido na casa do investigado

Para isso, ele usava contas bancárias da esposa e da mãe dele. A suspeita é de que ele tenha movimentado R$ 200 mil nessas contas.

“A quebra de sigilo bancário nos trouxe a informação de que haviam depósitos de mais de 20 vezes de R$ 1 mil tanto na conta da mãe, quanto na conta da esposa dele. O que era incompatível com a renda delas”, disse o delegado.

Anderson foi autuado pelos crimes de tráfico de drogas, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Além do investigado, outras três pessoas foram presas em Nova Venécia por associação ao tráfico de drogas, um dos suspeitos fugiu. Dez mandados de busca e apreensão também foram cumpridos.

 


Leia mais

Leia também