Suspeito de atear fogo em veículo durante ataque em Vitória é preso

Segundo a polícia, Marcos Luiz Pereira Júnior foi preso durante operação conjunta da equipe de Inteligência da Polícia Militar e da Polícia Civil.

Suspeito de atear fogo em ônibus é preso em Vitória — Foto: Divulgação/ Sesp

Um suspeito de atear fogo a um ônibus na rodovia Serafim Derenzi, em Vitória, na manhã desta sexta-feira (19), foi preso.

Segundo a polícia, a prisão de Marcos Luiz Pereira Júnior aconteceu durante uma operação conjunta da equipe de Inteligência da Polícia Militar e da Polícia Civil.

Para a polícia, a sequência de ataques tem relação com a morte de um suspeito de 19 anos, no Morro do Macaco. Desde então, o policiamento na região está sendo reforçado.

“A polícia vai ficar por prazo indeterminado no morro até prender esses indivíduos. Nós iremos caçar esses indivíduos”, disse o comandante geral da Polícia Militar, o coronel Douglas Caus.

Ônibus foi incendiado na Serafim Derenzi, em Vitória — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Ônibus foi incendiado na Serafim Derenzi, em Vitória — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Ataques

O incêndio do ônibus foi um dos ataques registrados na capital nesta sexta-feira (19). Antes, ainda de madrugada, um caminhão, que pertencia a um morador do bairro e transportava laticínios, foi totalmente destruído, assim como um carro que estava estacionado na frente dele.

Segundo moradores, momentos antes, eles ouviram uma movimentação estranha na rua, com carros passando em alta velocidade.

No dia anterior, em Tabuazeiro, criminosos impuseram um toque de recolher no comércio. Para a polícia, todos os ataques têm ligação.

“Não teria outro motivo para colocar fogo em caminhão de madrugada. Pessoa de bem não confronta polícia, na coloca fogo e caminhão, não manda comércio fechar a porta. [….] Isso é orquestrado por pessoas de diversos escalonamento dentro de um modalidade criminosa. O crime mesmo determina que menores façam isso, para que não sejam presos”, disse o secretário estadual de Segurança, coronel Alexandre Ramalho.

Fonte: TV Gazeta

Leia mais

Leia também