Suspeito de ameaçar equipe de reportagem no Espírito Santo está foragido e polícia apreende arma

 

O criminoso que fez ameaças contra a equipe de reportagem de TV Gazeta está sendo procurado pela Polícia Civil. O crime aconteceu em 2 de março, no bairro Planalto Serrano, na Serra, Grande Vitória. A arma usada pelo bandido para intimidar a equipe foi apreendida.

A equipe estava em Planalto Serra para cobrir um tiroteio que fez com que os ônibus do sistema Transcol foram impedidos de entrar no bairro, logo no início da manhã. Após receberem as ameaças de criminosos armados, em uma moto, os profissionais da imprensa foram obrigados a se retirar do bairro.

A situação fez com que o efetivo policial na região fosse reforçada na época e gerou a manifestação de diversas autoridades do Espírito Santo.

A equipe de reportagem da TV Gazeta e de outras emissoras foram abordada por dois homens em uma moto. Um deles mostra uma arma e exige que os trabalhadores deixem o bairro. Toda a situação foi registrada pelas câmeras dos cinegrafistas.

De acordo com apurações da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Serra, na direção da moto estava Rafael Nascimento da Silva, que está foragido, e o garupa da moto também foi identificado, porém não teve o nome divulgado pela polícia. Rafael é quem mostra uma arma para os profissionais da imprensa, arma que já foi apreendida.

“Atos criminosos de restringir o direito de ir e vir dos moradores daquela comunidade e também tentar impedir a liberdade de expressão não serão toleradas pela equipe da DHPP Serra. Cabe à Polícia Civil investigar, identificar e prender os envolvidos neste caso como tem sido realizado”, pontuou Rodrigo Sandi Mori, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Serra.

Homicídio

Rafael Nascimento tem mandado de prisão em aberto por um homicídio, em 24 de janeiro. No dia, Rafael e um comparsa, Moisés Viana Barbosa, fecharam um ônibus com um carro e para matar rival, Gustavo Romão Rezende, 17 anos, que estava dentro do coletivo em Planalto Serrano.

“O motorista do coletivo não aceitou a ordem de abrir a porta do veículo, por isso, um dos criminosos subiu no pneu do ônibus e atirou para dentro do coletivo contra o alvo. A vítima foi atingida por um disparo e saiu pela janela do ônibus para tentar escapar dos atiradores, mas acabou sendo perseguido e morto. Cerca de 25 pessoas estavam dentro do ônibus”, descreveu Ramiro Diniz, adjunto da DHPP Serra.

O tiroteio e as ameaças do dia 02 de março foram apenas algumas das ações de bandidos que residem na região e tem deixado moradores aflitos. Também tem ocorrido homicídios e diversos confrontos armados entre traficantes e também com as Polícia Civil e Militar.

“Nos últimos meses, estão ocorrendo no bairro constantes tiroteios, ameaças à liberdade de imprensa e também ocorreram homicídios, o que fez o bairro se tornar prioridade nos trabalhos da DHPP Serra. Todos os assassinatos já foram elucidados e 12 pessoas, entre homicidas e traficantes, foram presas de janeiro a maio, e seis armas de fogo apreendidas. “, observou o delegado.

Rafael Nascimento da Silva é investigado por coagir a equipe de reportagem no ES. Ele possui mandando de prisão em aberto por homicídio — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Rafael Nascimento da Silva é investigado por coagir a equipe de reportagem no ES. Ele possui mandando de prisão em aberto por homicídio — Foto: Divulgação/Polícia Civil


Leia mais

Leia também