Suspeita de deixar bebê em casa no carnaval é autuada por abandono de incapaz no ES

Segundo a polícia, a menina de um ano e sete meses ficou quatro dias deitada, sem comida, nem banho. O caso veio à tona porque os vizinhos descobriram.

A mulher de 20 anos suspeita de ter abandonado a própria filha em casa durante o carnaval em Vila Velha, no Espírito Santo, foi autuada por abandono de incapaz. A menina, de um ano e sete meses, tem hidrocefalia e ficou quatro dias deitada, sem comida, nem banho.

O caso chegou até a polícia, porque os vizinhos descobriram. A criança está internada no Hospital Infantil de Vila Velha. A conselheira tutelar, que assumiu o caso, disse que a menina não tem previsão de alta.

“Ela ainda está internada no pronto socorro, está estável. É uma criança de saúde debilitada”, falou a conselheira, Alessandra Santana.

Testemunhas contaram que a mãe foi vista no carnaval da Barra do Jucu. Ela já estava sendo acompanhada desde março de 2019 pelo Conselho Tutelar. A suspeita era de maus tratos.

Ao longo desse tempo, recebeu várias orientações do Conselho Tutelar, mas não atendeu a nenhuma dessas orientações.

A conselheira tutelar está atrás de outros familiares da criança. Toda documentação está sendo preparada e será encaminhada para a Vara da Infância e Juventude no início da tarde desta quinta-feira (27).

O pedido será para que a criança seja acolhida pela justiça e saia da responsabilidade da mãe.

Ela foi autuada em flagrante e por abandono de incapaz e por expor a perigo de vida e saúde, privando-a de alimentação ou cuidados indispensáveis. A mulher já foi para o Centro de Triagem de Viana.
Informações: G1/ES

Leia mais

Leia também