Superlotação: presídios do Espírito Santo chegam a ter o dobro de detentos além da capacidade

Compartilhe

 

Casa de Custódia de Vila Velha

Casa de Custódia de Vila Velha

O Espírito Santo tem nove mil detentos em excesso nas unidades prisionais capixabas, de acordo com a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus).

De acordo com a reportagem de Juirana Nobres, da TV Gazeta, são 23 mil presos para 13.800 vagas disponíveis. Números que escancaram um problema latente no estado: a superlotação da população carcerária.

De acordo com a Sejus, há unidades no ES que chegam a ter o dobro de detentos em relação às vagas disponíveis.

Ainda com base no levantamento da secretaria, a Penitenciária Semiaberta de Vila Velha, por exemplo, deveria ter 604 internos, mas abriga mais de 1.700 detidos. Na Penitenciaria de Segurança Máxima o cenário é o mesmo, com mais de 1.100 pessoas em um espaço com capacidade para 529.

A ex-interna e hoje designer de unhas Rayickan Rodrigues vivenciou o desconforto e o terror da superlotação. Ela cumpriu pena de quatro anos em regime fechado na unidade de segurança máxima feminina e disse que os problemas vão desde ratos no vaso sanitário à falta de ventilação.

“A comida é precária, muitas vezes vem azeda. A gente mostra aos inspetores. Teve uma vez que minha comida estava com larvas. Já fui agredida. Superlotação, sem estrutura na unidade, não tem ventilação, é muito quente. Os ratos sobem pelo vaso. Eu já fiquei numa cela com 12 pessoas, e a cela era para quatro. Tive que dividir minha cama e o resto se virou no chão, no banheiro… isso ocorre até hoje”, contou Rayickan.

A superlotação impacta também a vida de familiares dos presos. Uma jovem, que preferiu não se identificar, casou com um detento dentro de uma cadeia e teme pelo bem-estar do bebê e do marido.

Durante as visitas, ela observa o problema de perto e lamenta que o ambiente não propicie, de acordo com ela, segundas chances às pessoas que estão presas.

“Se todo mundo tiver um pouquinho de oportunidade, se tiver um ambiente digno de estar vivendo, independente se fez algo errado, merece sim uma segunda chance. Estamos construindo nossa família. A gente que visita e vê o presídio lá fora é deplorável, quem dirá lá dentro. Convivem com animais. Rato, barata, sapo e até cobra, isso num ambiente úmido e frio”, disse a jovem.

O sistema prisional no Espírito Santo também chamou atenção há 16 anos, em 2006, quando houve um colapso devido à superlotação e carência de investimentos no setor.

Na época, o poder público adotou celas metálicas e uma espécie de contêiner para encarcerar pessoas, que viviam em locais com temperaturas que chegavam até 50ºC, sem ventilação, luminosidade ou condições básicas de higiene.

Os locais que deveriam receber, no máximo 10 detentos, chegavam a ter de 20 a 30 pessoas.

De acordo com o secretário estadual de Justiça, Marcelo Paiva, o governo capixaba trabalha para estabilizar o número de detentos no estado, como forma de conter a superlotação nas unidades.

“Nós estamos trabalhando para estabilizar o crescimento da população prisional. A população prisional praticamente parou de crescer, e até o final do ano entregaremos mais 800 vagas. São 960 vagas entregues no nosso governo”, explicou.

Leia também

Se a PF prendeu, tem um motivo, diz Bolsonaro sobre ex-ministro da Educação

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta quarta-feira que o ex-ministro Milton Ribeiro, preso...

Defesa Civil Nacional autoriza repasse de R$ 550,8 mil a quatro cidades atingidas por desastres

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), autorizou, nesta quarta-feira (22), o repasse de...

IBGE precisará recompor orçamento do Censo 2022 por causa da inflação

O diretor de Pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Cimar Azeredo, afirmou hoje (27) que...

Governo Federal instala mais de 17 mil novos pontos de internet em todo o país

Por meio do programa que oferece gratuitamente conexão à internet em banda larga, foram entregues 17 mil pontos...

Mais de mil produtos agropecuários do Mercosul vão ter imposto zero para entrar no mercado europeu no primeiro ano do acordo com a UE

Cerca de 39% dos produtos agropecuários do Mercosul vão ter alíquota zero para entrada nos países da União...

Pacientes renais visitam a clínica de hemodiálise e demonstram sua ansiedade pelo tratamento em Barra de São Francisco

O aposentado Ludovico Saar, 73 anos, luta pela vida há décadas com problemas renais. Ele já chegou a...

Presidente do Equador reduz preços dos combustíveis, mas não aplaca protestos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente do Equador, Guillermo Lasso, reduziu o preço dos combustíveis, questão que...

Poupatempo será ampliado para todas as cidades de São Paulo

Os serviços presenciais do Poupatempo serão expandidos para os 645 municípios paulistas até o fim deste ano, afirmou...