SP: Confira o resultado das eleições municipais nas cidades paulistas que tiveram segundo turno

Em todo o Brasil, eleitores de 57 municípios foram às urnas para decidir, no segundo turno de votação das eleições 2020, quem seriam os prefeitos a assumir a chefia do Executivo local pelos próximos quatro anos. No estado de São Paulo, o pleito foi realizado em 16 cidades, neste domingo (29).

Na capital paulista, Bruno Covas (PSDB), com 59,34% dos votos, superou Guilherme Boulos (PSOL) e foi reeleito. O tucano, que era vice de João Doria, assumiu o cargo no mês de abril em 2018, quando o então prefeito renunciou para concorrer ao governo do estado.

“Eu saberei ouvir o recado das urnas no dia de hoje. Agora, quero agradecer a todos aqueles que confiaram na nossa proposta. Meu avô dizia que é possível conciliar política e ética, política e honra e política e mudança. Eu, agora, acrescento: é possível fazer política sem ódio”, afirmou Bruno Covas em discurso após o resultado das eleições.

Já em Campinas, Dário Saadi (Republicanos) atingiu 57,07% dos votos e vai assumir a prefeitura a partir de 2021. O candidato eleito derrotou Rafa Zimbaldi (PL), que chegou a computar 42,93% dos votos. O médico Dario Saadi havia sido vereador na cidade mais populosa de São Paulo por quatro mandatos. No primeiro turno das eleições deste ano, ele havia recebido 25,78% dos votos válidos.

Em Guarulhos, por sua vez, Guti (PSD) derrotou o petista Elói Pietá, ao conquistar 57,82% do eleitorado no segundo turno de votações. Em 2016, Guti, que foi reeleito, ganhou, naquele ano, após 16 anos de administrações petistas na cidade. Na época, o candidato tinha 31 anos de idade e foi o candidato mais jovem à prefeitura da cidade.

Outra cidade de São Paulo que houve segundo turno foi Bauru. Neste domingo, o município conheceu a primeira mulher a assumir a prefeitura. A jornalista Suéllen Rosim (Patriota) foi eleita ao vencer Dr. Raul (DEM), com 55,98%.

Em Diadema, o petista Filippi atingiu 51,35% dos votos e venceu Taka Yamauchi (PSD), que conquistou 48,65% dos eleitores da cidade. Já em Franca, o candidato pelo MDB, Alexandre Ferreira, foi eleito ao vencer Flávia Lancha (PSD), com 57,62%.

Em Limeira, Mario Botion (PSD) venceu com 54,88% dos votos e vai continuar à frente do Executivo local por mais quatro anos. O candidato derrotado foi Murilo Felix (PODE), que computou 45,12% dos votos. Já em Mauá, o petista Marcelo Oliveira superou, com 50,74%, Atila (PSB), que chegou a 49,26% da preferência do eleitorado. Em Mogi das Cruzes, Caio Cunha (PODE) atingiu 58,39% dos votos e venceu o tucano Marcus Melo.

Presidente do TSE diz que combater a Covid-19 e as Fake News foram prioridade durante as eleições

Vereador reeleito em MT é flagrado fazendo boca de urna em Cuiabá

No município de Piracicaba, o novo prefeito será Luciano Almeida (DEM). Ele chegou a somar 54,20% dos votos válidos e deixou em segundo Barjas Negri (PSDB). Em Praia Grande, os eleitores escolheram a tucana Raquel Chini, que venceu o candidato pelo PSL, Danilo Morgado. Já em Ribeirão Preto, quem venceu as eleições no segundo turno deste ano foi Duarte Nogueira (PSDB), com 63,16%, e superou Suely Vilela (PSB).

Ainda neste domingo, Kayo Amado (PODE) foi eleito prefeito de São Vicente, no litoral de São Paulo. Ele recebeu 56,30% dos votos e venceu Solange Freitas (PSDB), que ficou com 43,70%. Em Sorocaba, 52,58% dos eleitores votaram em Rodrigo Manga (Republicanos). O segundo lugar ficou com Jaqueline Coutinho (PSL).

Já na cidade de Taboão da Serra, o próximo nome a comandar o Executivo municipal será Aprigio (PODE). Com 50,63% dos votos válidos, ele venceu seu concorrente no segundo turno Engenheiro Daniel (PSDB), que teve 49,37% dos votos. Em Taubaté, o emedebista Saud conquistou 65,01% do eleitorado e vai assumir a prefeitura pelos próximos quatro anos. A candidata derrotada foi Lorenya (Cidadania), que teve 34,99% dos votos.

Foto: Arquivo/EBC

Leia mais

Leia também