Solenidade marca início da capacitação para incidentes com múltiplas vítimas • SiteBarra

Solenidade marca início da capacitação para incidentes com múltiplas vítimas

Estar preparado para atuar em acidentes que atingem diretamente a população é fundamental para salvar vidas e com o intuito de garantir esse conhecimento, teve início nesta terça-feira (09), a capacitação da Força Nacional do SUS no Espírito Santo. Com o tema “Resposta a Incidentes com Múltiplas Vítimas (IMV)”, essa é a primeira vez que a equipe do Ministério da Saúde realiza o curso em solo capixaba.

Organizado juntamente com a Secretaria da Saúde (Sesa), participam do treinamento mais de 230 profissionais de diversos órgãos dos 78 municípios do Estado. A solenidade, que marcou a abertura do evento, aconteceu no Centro de Convenções de Vitória e contou com a participação do secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

“Na minha carreira como médico, eu passei por várias situações de incidentes e tenho a ciência de como estar preparado é fundamental para salvar vidas. O SUS possui uma vasta experiência histórica e mostra que o serviço público, juntamente com seus trabalhadores, é capaz de organizar com eficiência as ações necessárias para proteger a vida, sendo esse o bem mais importante. Quero que os participantes encarem essa capacitação como um novo momento na organização do sistema de saúde em articulação com as outras forças, e que o Estado tenha uma força estadual apta a participar do sistema nacional”, ressaltou o secretário.

Na ocasião, foram apresentados os objetivos da capacitação e as missões realizadas pela FN-SUS no período da pandemia. Segundo o coordenador do programa de cooperação, Nivaldo Moura Filho, as capacitações visam a preparar o Estado para qualquer emergência ou crise em saúde.

“A intenção é deixar o Estado em condições de reagir a uma crise, uma emergência em saúde. Quando falo Estado não me refiro somente à área da saúde, mas todos os órgãos e entes que trabalham juntos para atuar nessas situações. Viemos com novidades e estamos acrescentando as experiências que nossos especialistas tiveram na área de saúde. O Estado já está bem estruturado, e quando encontramos este cenário, somado a uma boa integração, a resposta é muito promissora”, disse.

Para a diretora do Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e de Urgências (DAHU) do Ministério da Saúde, Adriana Teixeira, o curso é uma grande oportunidade de aprendizado e troca de vivência entre os especialistas e participantes. Ela destacou ainda que esse é o primeiro passo para o fortalecimento dos trabalhos realizados pela Força Nacional do SUS.

“Durante a pandemia de Covid-19, nós tivemos nossas capacitações suspensas e quando me perguntaram por onde retomaremos, eu disse que seria no Espírito Santo. Fico feliz em ver quantas pessoas estão aqui para aprender e nos ajudar, é muito gratificante participar desse momento. Tenho certeza que esse curso irá nos ensinar muito e nos fortalecer ainda mais”, pontuou.

Também compuseram a mesa o comandante do 38º Batalhão de Infantaria do Espírito Santo, tenente coronel Rodrigo Penalva de Oliveira; a secretária municipal de Saúde de Vitória, Thais Cohen; e o representante da Defesa Civil Nacional, Daniel Martins.

Capacitação teórica e prática

O curso contará com os simulados teórico e prático, proporcionando debates e reflexões críticas para exercícios de cena de situações prováveis tanto do cotidiano quanto para atendimentos de possíveis tragédias em curso.

Nesta quinta-feira (11) os participantes participarão do módulo de prática da capacitação, em que será demonstrado, por meio de simulações, o atendimento integrado de um incidente de grande proporção que envolverá múltiplas vítimas representadas por voluntários de Instituições de Ensino Superior do Estado.

No momento do simulado de cena e mesa, os integrantes do curso terão a oportunidade de exercitar o planejamento conjunto em situações que empreguem resposta coordenada. Além disso, os voluntários serão conduzidos ao atendimento em hospitais de referência da rede própria.

Clique aqui e confira a programação completa da capacitação de “Resposta a Incidentes com Múltiplas Vítimas (IMV)”.