‘Sofrimento indescritível para a família’, diz empresário curado da Covid-19

Empresário Juliano Campana, de 43 anos, foi desenganado pelos médicos, mas conseguiu vencer a doença. No Espírito Santo, mais de 47 mil estão curados.

Curado da Covid fala sobre fé após ser tido desenganado pelos médicos — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Reportagem de Gabriela Ribeti, G1 ES e TV Gazeta

Após ter sido desenganado pelos médicos diante do grave quadro de Covid-19, o empresário Juliano Campana, de 43 anos, hoje é um dos mais de 47 mil curados da doença no Espírito Santo. Mesmo tendo vencido o vírus, ele reforça a importância do tratamento e dos cuidados para prevenir a contaminação.

Para Juliano, o primeiro sinal da doença foi uma febre, em maio. Logo em seguida, um exame no pulmão mostrou um sinal de comprometimento, que acendeu o alerta. Depois, a evolução da doença seguiu um ritmo acelerado e ele logo precisou ser internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Foram 25 dias no hospital, sendo 11 deles intubado. Segundo Juliano, todo o pulmão ficou comprometido em decorrência da doença.

“O pulmão parou de funcionar, literalmente. Se desligasse [o respirador], eu entraria em óbito. E o ventilador ficou funcionando a 100% da capacidade durante todo este período da intubação. Foi o que manteve vivo”, disse.

O empresário conta que, por causa da gravidade da situação, a família foi avisada de que as chances de que ele sobrevivesse eram muito pequenas.

“A família foi perguntada se tinha fé. Porque essa fé representava 0,5% de chance de vida. Foi uma forma respeitosa de os profissionais falarem com a família: ‘rezem, porque ele praticamente não tem recuperação’. Para nós, 0,5 % foi suficiente”, disse.

Do período que passou intubado, Juliano tem poucas lembranças. O que sabe foi relatado pelos familiares, que viveram uma dolorosa espera por notícias.

“Para a gente que fica lá, intubado, a gente não vê isso passar. Mas a família tem um sofrimento absurdo. Porque a cada minuto pode ter uma notícia positiva ou negativa. Foram 11 dias sofrimento indescritível para a família”, descreveu.

Agora, completamente recuperado, o empresário integra o grupo que, por um período ainda não determinado, não pega e nem transmite a doença, conforme explica Pablo Lira diretor-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves, que integra o Núcleo Interinstitucional de Estudos Epidemiológicos (Niee).

“A gente tem que 68% dos indivíduos infectados conseguiram se recuperar da doença. Esse é um indicador muito importante, porque esses indivíduos, durante um determinado período, alcançam a imunidade e contribuem para bloquear a transmissão da doença na população. Hoje, o número de recuperados é mais que duas vezes superior ao total de ativos estimados por essa metodologia que a gente vem acompanhando”, disse.

Para quem saiu do hospital vitorioso depois ter encarado a face mais severa da doença, a combinação entre cuidados de profissionais dedicados, apoio da família e fé foram essenciais.

“Primeiro, a doença é muito séria. Tem muita gente que ainda duvida que isso seja algo de verdade. Agora, a gente tem que fazer tudo que está ao nosso alcance, porque tem solução. Tem como sair dessa doença, mas tem que tomar providência, não dá para esperar”, disse.

Juliano durante o período que ficou internado com Covid-19 — Foto: Arquivo Pessoal
Juliano durante o período que ficou internado com Covid-19 — Foto: Arquivo Pessoal

Empresário do ES ficou entre a vida e a morte após contrair a Covid-19 — Foto: Reprodução TV Gazeta
Empresário do ES ficou entre a vida e a morte após contrair a Covid-19 — Foto: Reprodução TV Gazeta

Leia mais

Veículos são incendiados no bairro de Vitória

Incêndio aconteceu na divisa com Tabuazeiro, bairro onde criminosos determinaram um toque de recolher após um jovem de 19 anos morrer durante confronto com...

Denúncia do MPES leva à condenação de 5 envolvidos em peculato-furto de armas do Fórum de Mucurici

Com base em denúncia do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), feita pela Promotoria de Justiça de Mucurici, a Justiça condenou cinco...

Auxílio Emergencial: fechado acordo para aperfeiçoar análise de pedidos do benefício

– Foto: Governo do Espírito Santo Órgãos do Governo Federal firmaram mais um acordo...

Leia também

Trabalhador morre após ser atingido por pedras de granito no Norte do Espírito Santo

Um trabalhador morreu atingido por uma pedra granito, na manhã desta quarta-feira (24), em Aracruz, no Norte do Espírito Santo. O corpo foi encaminhado...

TSE determina volta de prefeito de Conceição da Barra ao cargo

O Ministro Alexandre de Moraes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou, na noite desta quarta-feira (23), o retorno do prefeito Francisco Vervloet (PSDB), de...

Vitória terá mais de 430 candidatos a vereador nas eleições de 2020

Candidaturas ainda precisam ser aprovadas pela Justiça Eleitoral. Número de candidaturas é 68% maior que na eleição de 2016. Por Luiza Marcondes, G1 ES   Os partidos...

Comissão parlamentar que acompanha ações de combate aos incêndios no Pantanal deve visitar Corumbá (MS) em 03 de outubro

A Comissão do Senado criada para acompanhar as ações de enfrentamento aos incêndios do Pantanal aprovou uma segunda visita aos locais das queimadas. Desta...