Sob a liderança de Biden, países ocidentais impõem sanções à China


Os Estados Unidos, a União Europeia, a Grã-Bretanha e o Canadá impuseram sanções às autoridades chinesas nesta segunda-feira 22), por supostos abusos de direitos humanos em Xinjiang. Esta foi a primeira ação ocidental coordenada contra Pequim sob o novo presidente dos EUA, Joe Biden.

A China respondeu imediatamente com medidas punitivas contra a União Europeia, incluindo em suas sanções legisladores europeus, diplomatas, institutos e famílias, informa a Reuters.

Os governos ocidentais estão tentando responsabilizar Pequim pelas detenções em massa de uigures muçulmanos no noroeste da China, onde os Estados Unidos afirmam que a China está cometendo genocídio.

A China nega todas as acusações de abuso. “As chamadas sanções baseadas em mentiras não são aceitáveis”, disse Wang Yi, ministro das Relações Exteriores e membro do Conselho de Estado, em uma entrevista coletiva com o ministro das Relações Exteriores russo, Sergey Lavrov.

(Foto: White House Photo/Adam Schultz)

Leia mais

Leia também