Sistema de notificação e-SUS Vigilância em Saúde passa a notificar COVID-19 em todo território capixaba

O Sistema de Informação em Saúde e-SUS Vigilância em Saúde (VS) desenvolvido no Estado, em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), será a partir desta segunda-feira (30), o sistema oficial de notificações para casos suspeitos e confirmados da COVID-19 no Espírito Santo.

Segundo o subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, a mudança ajudará a equipe a ter acesso aos dados atualizados em tempo real e georreferenciada, mostrando de forma mapeada onde os casos estão localizados.

“Além do tempo real, a coleta de dados será ampliada, com variáveis que permitirão análises mais consistentes futuramente. Além de permitir também intervenções precisas e locais, como realocação de recursos humanos, aberturas de leitos, por meio das análises próximas da realidade”, explicou o subsecretário. 

As notificações aconteciam nacionalmente por meio do sistema FormSus, do Ministério da Saúde, e que por motivos técnicos não atuará mais para as notificações da doença, e será mantido para consultas.

O Espírito Santo usará o sistema próprio oficial, o e-SUS VS, que está em funcionamento desde janeiro de 2020. De acordo com o chefe de Núcleo de Sistema de Informação em Saúde, Gustavo Teixeira, a Vigilância Estadual será responsável por manter a base de dados federal atualizada.

 

e-SUS Vigilância em Saúde (VS)

O e-SUS Vigilância em Saúde (VS) foi apresentado em agosto de 2019, durante o lançamento do Programa de Qualificação da Atenção Primária à Saúde da Secretaria da Saúde (Sesa), como uma das novidades do Governo para a área da saúde. O e-SUS VS é um sistema capixaba, desenvolvido em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e permitirá o acesso em tempo real às informações em saúde.

Presente nos 78 municípios do Estado, o e-SUS VS caracteriza-se pela inovação no que tange à velocidade em que a informação é encaminhada aos gestores e aos profissionais de saúde da área da Vigilância e da Atenção Primária.

Em fevereiro deste ano, em reunião com técnicos do Ministério da Saúde, em Brasília, o secretário Nésio Fernandes foi parabenizado pela iniciativa capixaba, quando reafirmaram que o e-SUS VS pode ser utilizado em todo o Brasil, suprimindo o atual, o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan).

Leia mais

Leia também