Sicoob: desenvolvimento social e econômico nas comunidades

Bento Venturim, presidente do Sicoob Norte e do Sicoob ES, fala um pouco sobre o impacto positivo da instituição financeira cooperativa que atua em Nova Venécia há 28 anos

Além de disponibilizar produtos e serviços de forma mais vantajosas aos seus participantes, o cooperativismo tem conquistado cada vez mais adeptos por proporcionar o retorno das sobras aos cooperados e por propiciar o desenvolvimento social, econômico e ambiental nas localidades, como é o caso do Sicoob ES.

Em nível estadual, a instituição chegou a 400 mil associados, em 2021, e distribuiu mais de R$ 173,5 milhões entre as pessoas e empresas de seu quadro social.

Bento Venturim, presidente do Sicoob Norte e do Sicoob ES, fala um pouco sobre o impacto positivo da instituição financeira cooperativa que atua em Nova Venécia há 28 anos.

» Em nível estadual, a instituição chegou a 400 mil associados, em 2021, e distribuiu mais de R$ 173,5 milhões entre as pessoas e empresas de seu quadro social

· Qual a importância do cooperativismo para o desenvolvimento socioeconômico local?
O cooperativismo tem provado que é possível alcançar o desenvolvimento por meio da união de pessoas em prol de objetivos em comum, por isso a importância da disseminação desse conceito. Dessa forma, além do desenvolvimento econômico, há contribuição para o desenvolvimento social e ambiental das localidades em que as cooperativas atuam.

· Quais as principais ações do Sicoob para fazer a diferença nas localidades em que está presente?
O Sicoob oferta produtos e serviços financeiros com custos competitivos, o que contribui para a geração de emprego e renda nas localidades e para o aumento da circulação de dinheiro na localidade, o que é essencial para que haja desenvolvimento econômico. Além disso, incentiva o crescimento dos negócios por meio da liberação de crédito e da disponibilidade de linhas diversas para cada tipo de empreendimento.

A instituição também aporta recursos em projetos e iniciativas divididos em quatro eixos: cooperativismo e empreendedorismo, cidadania financeira, desenvolvimento sustentável e saúde.

Os recursos contemplam o apoio a ações como combate ao câncer, geração de renda para mulheres, formação musical para jovens e crianças, aperfeiçoamento profissional de pessoas em vulnerabilidade social, etc. Somente em 2020, foram mais de R$ 1,4 milhões investidos por meio do 2º edital de projetos sociais. Neste ano, os projetos selecionados no 3º edital vão receber R$ 1,6 milhão.

· Existe algum projeto social de destaque na região?
Em Nova Venécia, o projeto social escolinha Alento vai receber recursos do 3º edital de projetos sociais do Sicoob ES. Com o investimento, a instituição vai conseguir receber mais crianças e jovens para fazer atividades esportivas e culturais no município.

· Na sua visão, o cooperativismo ainda tem muito a crescer?
Há uma fatia muito grande para que o cooperativismo cresça num ritmo ainda mais acelerado do que o dos últimos anos. Isso pode acontecer à medida que nos posicionarmos de forma mais abrangente e clara para o público em geral. Por isso a importância de uma comunicação estratégica e eficiente para apresentar as soluções e diferenciais das cooperativas em relação às instituições convencionais do mercado.


Leia mais

Leia também