Setor de saneamento participa de oficina para elaboração do Plano Nacional de Recursos Hídricos

Representantes de instituições de usuários do setor de saneamento básico participaram de oficina com o Governo Federal para discutir a elaboração do Plano Nacional de Recursos Hídricos, que terá validade até 2040. 

O encontro foi promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, para reunir informações e debater ações, metas e estratégias para a formulação do Plano. A iniciativa tem apoio da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, a ANA.

Pedro Maranhão, secretário Nacional de Saneamento do MDR, ressaltou que a discussão do Plano Nacional de Recursos Hídricos tem muito a contribuir para a universalização do serviço de esgoto e de abastecimento de água até 2033, como previsto no novo Marco Legal do Saneamento.  

“É fundamental hoje o marco regulatório do saneamento para a questão dos recursos hídricos, principalmente a questão do esgoto. Vamos tratar o esgoto para 100 milhões de pessoas. Vamos tratar os rios, despoluir os rios, porque o esgoto cai direto lá. Eu falo que é o maior programa ambiental do mundo”. 

Antes do diálogo com as instituições de usuários do setor de saneamento, o MDR realizou cinco debates regionais com representantes dos governos estaduais. Em junho, está prevista a realização de um seminário nacional sobre o Plano Nacional de Recursos Hídricos.

Para saber mais, acesse mdr.gov.br.

Foto: Rui Faquini/Banco de Imagens ANAFoto: Rui Faquini/Banco de Imagens ANA


Leia mais

Leia também