Sesa incorpora população em situação de rua como grupo prioritário para Influenza

Compartilhe

A Secretaria da Saúde (Sesa) publicou, nessa quarta-feira (18), a Nota Técnica Nº 14/2022, que inclui mais um grupo prioritário na 24ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza: as pessoas em situação de rua. Com isso, os municípios capixabas estão autorizados a iniciar a vacinação deste grupo. A medida visa à proteção dessa população em virtude da vulnerabilidade que apresenta e a estimativa é poder imunizar pouco mais de 2.400 pessoas em situação de rua em todo Espírito Santo, segundo dados do Ministério da Saúde.

“Orientamos e recomendamos que os municípios capixabas realizem ações extramuros, em busca dessa população, para a vacinação. É um grupo de alta vulnerabilidade, ainda mais no período que estamos com a diminuição das temperaturas, além da sazonalidade das doenças respiratórias”, destacou a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis da Sesa, Danielle Grillo.

De acordo com a coordenadora, as doses destinadas à campanha também serão utilizadas nesta população, uma vez que se trata de um grupo populacional pequeno e que não impactaria no total de doses disponibilizadas pelo Ministério da Saúde. Danielle Grillo ressaltou, entretanto, que as doses destinadas aos grupos que têm meta vacinal estão garantidas e que eles devem procurar o serviço de saúde para se vacinar até o dia 03 de junho, data de finalização da campanha.

“Crianças, idosos, gestantes e puérperas são os grupos mais vulneráveis a evoluir para um quadro mais grave de Influenza, além da susceptibilidade dos trabalhadores da saúde, indígenas e professores. Por isso, são os grupos que o Ministério da Saúde definiu meta vacinal de 90%. Entretanto, temos observado uma baixa adesão. Nosso pedido é que se a pessoa faz parte de algum desses grupos, ela deve procurar a unidade de saúde mais próxima da residência para ser vacinada”, acrescentou Danielle Grillo.

 

Quais são os grupos prioritários para Influenza

Além das crianças, idosos, gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde, indígenas e professores, os grupos que têm meta vacinal, a 24ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza também engloba demais grupos prioritários, e sem meta, cujas doses estão disponíveis nas unidades de saúde em todo o Estado.

São eles: pessoas com comorbidades; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário Passageiros Urbano e de Longo Curso; trabalhadores portuários; Forças de Segurança e Salvamento; Forças Armadas; funcionários do Sistema de Privação de Liberdade; população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas. E, agora, a inclusão de pessoas em situação de rua.

 

Cobertura vacinal Influenza 

Até essa quinta-feira (19), a cobertura vacinal dos grupos com meta preconizada pelo Ministério da Saúde é de 50,26% para idosos; 42,39% para trabalhadores da saúde; 26,19% para crianças; 18,17% para população indígena; 15,63% para gestantes; 9,46% para puérperas; e 4,94% para professores.

 

Leia também

Nota à imprensa e à população capixaba

A Secretaria da Fazenda (Sefaz) informa que houve um equívoco, nessa quinta-feira (30), na apresentação dos dados referentes...

Peça teatral que discute feminicídio abre temporada em São Paulo

Baseado em casos reais ocorridos na Argentina na década de 80 do século 20, o livro Garotas Mortas,...

Brasil tem 21 casos confirmados de varíola dos macacos; um caso é no Espírito Santo

O Ministério da Saúde informou, nesta quarta-feira (29), que o Brasil tem 21 casos confirmados de varíola dos...

Exército admite não conseguir detalhar armas nas mãos de atiradores e caçadores

RAQUEL LOPES BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Exército admitiu ser incapaz de produzir relatórios detalhados sobre os tipos...

Queiroga diz que aborto é crime e minimiza crítica a novo guia do ministério

LISBOA, PORTUGAL (FOLHAPRESS) - O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta terça-feira (28) que o aborto é...

Ex-presidente da Petrobras diz a blog que Bolsonaro queria impor diretores

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O ex-presidente da Petrobras e economista Roberto Castello Branco disse ao blog da...

Julho Amarelo: conscientização para combater hepatites virais

O mês de julho é destinado ao alerta à população sobre as hepatites virais, doenças associadas à cirrose hepática e ao...