Sesa divulga 10° boletim da dengue, chikungunya e zika

Ele tem menos de um centímetro, possui listras pretas e brancas espalhadas pelo corpo e aparentemente é inofensivo. Entretanto, o Aedes aegypti é transmissor de diversas doenças graves que podem levar a morte, como dengue, chikungunya, zika e febre amarela.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde (Sesa), nesta quinta-feira (12), o Espírito Santo registrou, entre o dia 29 de dezembro de 2019 a 07 de março de 2020, 16.671 casos de dengue.

O mosquito deposita seus ovos em recipientes com água limpa e parada, por isso, é necessário que toda população esteja atenta aos focos e busque eliminá-los frequentemente.

Veja aqui o 10º boletim da dengue.

Veja aqui o 10º boletim de zika.

Veja aqui o 10º boletim chikungunya. 

Sintomas da dengue

Os principais sintomas da dengue são: febre alta (39° a 40°), manchas avermelhadas e coceiras na pele, dor no corpo e articulações, dor atrás dos olhos, náuseas, vômitos e tontura.

Ao serem identificados esses indícios, o paciente deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência para receber atendimento e orientações do profissional da saúde.

Como se prevenir

– Limpar o quintal, jogando fora o que não é utilizado;

– Tirar a água dos pratos de plantas;

– Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;

– Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;

– Manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas e sacolas plásticas;

– Escovar bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, pratos de plantas, tonéis e caixas d’água) e mantê-los sempre limpos.

 

Leia mais

Leia também