Servidores inativos devem voltar a fazer prova de vida para não terem benefícios cortados

Prova de vida para servidores do Poder Executivo aposentados e pensionistas, que recebem pelo Regime Próprio de Previdência Social, volta a ser exigida a partir desta quinta-feira (1º). O procedimento estava suspenso desde março de 2020 por causa da pandemia de Covid-19.

A prova de vida deve ser feita na agência bancária onde o servidor inativo, pensionista ou anistiado político recebe o pagamento. Algumas instituições financeiras oferecem canais digitais, como caixas eletrônicos e aplicativos móveis. 

Covid-19: Acre recebe mais 3,7 mil doses da vacina AstraZeneca

Digitaliza Brasil: 55% dos municípios aptos já manifestaram interesse no programa

O calendário será de acordo com o mês de nascimento:

Mês do vencimento da prova de vida | Novo prazo

  • Março e abril de 2020 | junho de 2021
  • Maio e junho de 2020 | julho de 2021
  • Julho e agosto de 2020 | agosto de 2021
  • Setembro e outubro de 2020 | setembro de 2021
  • Novembro e dezembro de 2020 | outubro de 2021
  • Janeiro e fevereiro de 2021 | Novembro de 2021
  • Março e abril de 2021 | Dezembro de 2021

Caso tenha biometria cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), o procedimento pode ser feito pelo celular, no aplicativo Meu Gov.br. Quem não fizer a comprovação de vida até o fim deste mês será notificado até 10 de agosto, para fazê-la em até 30 dias a partir do recebimento da notificação.

Foto: Arquivo/Agência BrasilFoto: Arquivo/Agência Brasil


Leia mais

Leia também