Servidores do Samu estão sem receber salário de abril em cidades do Norte do ES

Compartilhe

 

Servidores do Samu estão sem receber salário de abril em cidades do Norte do ES. Crédito: Shutterstock

Os servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que trabalham em municípios do Norte do Espírito Santo estão sem receber o salário referente ao mês abril. Os funcionários do Samu são contratados pelo Instituto Jurídico para Efetivação da Cidadania e Saúde – Avante Social, uma Organização Social (OS) que administra o Samu nos quatro consórcios de municípios do interior do Espírito Santo (Norte, Polinorte, Sul e Noroeste), com exceção da Grande Vitória. Cabe à Avante, segundo o consórcio, a gestão do Samu. Procurado por A Parresia, o Consórcio Público da Região Norte do Espírito Santo (CIM-Norte) informou que todo o repasse referente ao mês de abril foi devidamente feito à Organização Social Avante, e que cerca de 80% do repasse referente ao mês de maio já foi depositado para a Avante, que é a responsável pelo contrato dos servidores do Samu e suas consequentes obrigações, como pagamento dos salários. O CIM-NORTE disse que vai oficiar ainda nesta segunda-feira a Avante para saber o motivo do não pagamento dos salários dos servidores do Samu.

Funcionários ouvidos pela reportagem na condição de anonimato por medo de retaliação, afirmam que não estão dadas as condições dignas de trabalho para a efetiva atuação do Samu nas cidades compreendidas no consórcio de municípios do Norte. E citam para além do atraso no pagamento dos salários, a falta de itens básicos, como por exemplo, uma única peça de uniforme para o trabalho. As cidades que integram o CIM-Norte são: Água Doce do Norte, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Conceição da Barra, Ecoporanga, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Nova Venécia, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, São Mateus e Vila Pavão. O Governo do Estado contribui com 60% do valor de manutenção do Samu, e todas as cidades citadas têm a obrigação de contribuir financeiramente com os demais 40% para que os serviços do Samu funcionem, conforme acordado em contrato.

Servidores do Samu relatam o desespero em não cumprir com as obrigações financeiras, como o pigmento de aluguel e boletos de dívidas por causa do atraso não justificável nos salários.

A reportagem demandou a Avante Social, Organização Social que administra o Samu na região Norte do Estado questionando o motivo dos salários dos servidores do Samu ainda não terem sido pagos, mesmo com o repasse integral feito pelo CIM-NORTE à empresa em meados de abril. A matéria será atualizada assim que houver retorno.

 

Leia também

Combate ao Aedes aegypti precisa ser mantido mesmo nos dias de Inverno

Teve início no Brasil a estação mais fria do ano, o Inverno. Mesmo neste período de constante queda...

IBGE precisará recompor orçamento do Censo 2022 por causa da inflação

O diretor de Pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Cimar Azeredo, afirmou hoje (27) que...

Aeroporto de Vitória volta a ter voos diretos para Fortaleza

O Aeroporto de Vitória vai voltar a ofertar voos diretos para Fortaleza a partir de julho. O voo inaugural...

Polícia realiza operação no ES contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes na web

    Palácio da Polícia Civil, no Centro de São Paulo — Foto: Divulgação/Arquivo/Polícia Civil de SP A Polícia Civil de...

Guerra na Ucrânia precisa terminar até o inverno, diz Zelenskiy

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse aos líderes do grupo das sete principais democracias industriais (G7) que queria...

Queiroga diz que aborto é crime e minimiza crítica a novo guia do ministério

LISBOA, PORTUGAL (FOLHAPRESS) - O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta terça-feira (28) que o aborto é...

“Contestado, a Guerra sem Tiros’, do cineasta Cloves Mendes, será exibido em Barra de São Francisco

No dia 16 de janeiro de 2013, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e a Universidade Federal...

Mundial: Ana Marcela leva bronze nos 10 km, sua 2ª medalha na Hungria

Pouco mais e um segundo fez a diferença para a campeã olímpica Ana Marcela Cunha na busca do...