Servidores do ES terão que comprovar vacinação contra a Covid-19 • SiteBarra

Servidores do ES terão que comprovar vacinação contra a Covid-19

Servidores do Governo do Espírito Santo terão que comprovar vacinação contra a Covid-19 a partir de 1º dezembro. O anúncio foi feito pelo secretário Nésio Fernandes durante pronunciamento na tarde desta terça-feira (23).

De acordo com ele, trabalhadores que não comprovarem o esquema vacinal poderão sofrer faltas e até responder a processos administrativos.

“Aqueles que não comprovarem não poderão acessar o serviço público e irão respectivamente ganhar faltas podendo sofrer processos administrativos disciplinares. Nós entendemos que medidas como essa contribuem para mobilizar e garantir uma sociedade sem dúvida de menor risco de transmissão do Coronavírus”, disse o secretário. 

O secretário, no entanto, não informou o prazo final para os servidores apresentarem o comprovante de vacinação.

Queda de internações e mortes

Outro dado divulgado pelo secretário Nésio Fernandes foi a tendência de queda das internações e mortes por Covid-19 no estado. De acordo com ele, atualmente 154 pacientes estão internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) com a doença.

“Estamos vivendo os resultados da ampla vacinação. Caminhamos cada vez mais pra ter um menor risco de viver casos de internações e óbitos”, disse. 

Vacinação

O secretário também informou que 5% da população apta do estado a se vacinar ainda não tomou a vacina contra a Covid-19 e essas pessoas representam 33% das internações. “Se tivéssemos toda a população vacinada, poderíamos estar com a internação hospitalar inferior a 3 dígitos”, disse.

Ainda segundo ele, as regiões Centro Oeste e Rio Doce serão as próximas a alcançar 80% dos adultos vacinados e a maioria das regiões vão atingir a meta de vacinação com a primeira dose em 90% dos adolescentes.

Outro dado divulgado é que, no último sábado (20), o Espírito Santo foi o estado que mais vacinou per capita do país com 108 doses para cada grupo de 10 mil habitantes.

“O estado se destaca na velocidade da vacinação per capita. No entanto o desafio é que a vacinação retome o ritmo que é fundamental para terminar o ano com todos os municípios em um risco muito baixo. Essa meta pode ser comprometida casos algumas regiões não acelerem o ritmo da vacinação”, destacou.

Doação de sangue

Na próxima quinta-feira (25) é comemorado o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue e o subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, fez um alerta sobre a importância da doação de sangue.

“Além da pandemia, temos outros eventos como, acidentes de trânsito e doenças. Um fator muito importante para salvar vidas é a doação de sangue”, reforçou.

De acordo com dados da Sesa, no Hemocentro de Vitória, a média de bolsas de sangue necessárias para atender às demandas por um período de 04 dias é de 108 bolsas de sangue A+ e 20 de sangue A-.

Para o sangue AB+, o ideal seria de 04 bolsas e AB- também de 04 bolsas. Já para o sangue B+, deveriam estar disponíveis 36 bolsas e para o B-, 08 bolsas. Do sangue O+, seriam necessárias 164 e do O-, 52 bolsas disponíveis.

Informações: G1