Senado ouvirá ministro da Justiça e Univaja na quarta-feira

Compartilhe

A Comissão Temporária Externa do Senado, criada para acompanhar os desdobramentos do aumento da violência na Região Amazônica e os assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, aprovou hoje (20) o seu plano de trabalho. 

Segundo os senadores, as audiências começarão na próxima quarta-feira (22) com depoimentos dos representantes da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) às 10h e, às 14h, do ministro da Justiça, Anderson Torres, a ser convidado a participar. O convite será votado ainda hoje em reunião da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado.

Além do ministro da Justiça, entre as autoridades que também serão chamadas à comissão, ainda sem data definida, estão o procurador-geral da República, Augusto Aras, que está na região do Vale do Javari, o presidente da Funai, Marcelo Xavier, e o prefeito de Atalaia do Norte (AM), Denis Paiva.

Pelo plano aprovado, os senadores querem entender a possível relação das mortes do indigenista e do jornalista inglês com o esquema de pesca ilegal e narcotráfico. Outra providência a ser tomada envolve a solicitação de retomada e a conclusão do inquérito do assassinato, em Tabatinga (AM), em setembro de 2019, de Maxciel Pereira dos Santos, ex-Funai.

Defensor dos indígenas do Vale do Javari, ele trabalhava nas operações de combate à caça, pesca, garimpo e exploração madeireira no território, que reúne a maior população de indígenas isolados do mundo. Max, como era chamado pelos amigos, foi assassinado em Tabatinga na presença da enteada e da mulher.

Forças de segurança

Ainda durante os trabalhos da comissão, os senadores pretendem levantar e acompanhar quais processos existem no âmbito da Polícia Federal e em órgãos do estado que tratem da situação do narcotráfico na região Norte e quais medidas foram tomadas.

Outra decisão aprovada é o pedido de envio imediato de forças de segurança pública para a garantir a integridade física dos servidores da Funai em todas as Bases de Proteção do Vale do Javari – Quixito, Curuçá e Jandiatuba, bem como as sedes da Coordenação Regional Vale do Javari e da Coordenação Frente de Proteção Etnoambiental Vale do Javari (CFPE-VJ).

Os parlamentares também desejam o envio imediato de forças de segurança pública para garantir a integridade física dos vigilantes indígenas que compõem a Equipe de Vigilância da Univaja (entre eles, Orlando Possuelo e Tataco) e dos coordenadores da Univaja, Paulo Marubo, Eliésio Marubo e Eriberto Marubo, o Beto.

Integrantes

Composta por nove membros titulares, sendo três da Comissão de Meio Ambiente, três da Comissão de Constituição e Justiça e três da CDH, em um prazo de 60 dias, o grupo, presidido pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), também pretende investigar in loco as causas do aumento da criminalidade e de atentados contra povos indígenas, quilombolas, ribeirinhos e jornalistas na região Norte e em outras áreas, bem como fiscalizar providências adotadas desde o desaparecimento de Bruno Pereira e de Dom Phillips, servindo como subsídio para eventual pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

Senado ouvirá ministro da Justiça e Univaja na quarta-feira

Leia também

Secretaria de Meio Ambiente de Barra de São Francisco celebra seus 33 anos

Em 1988, logo quando o atual prefeito Enivaldo dos Anjos foi eleito prefeito de Barra de São Francisco,...

Menina de 10 anos que engravidou após estupro há 2 anos precisou mudar identidade e endereço

    Hospital Roberto Silvares, em São Mateus — Foto: Frideberto Viega/TV Gazeta A gravidez após estupro voltou a ser assunto...

Tudo que você precisa saber sobre a Covid-19

  O que é a Covid-19? Saiba quais são as características gerais da doença causada pelo novo coronavírus, a Covid-19 A...

Artesão expõe peças autorias em madeira de lei em Nova Venécia

  O artesão Alessandro Pains está com exposição de sua autoria, no saguão da Prefeitura, evento que acontece até...

Mulher morre após carro capotar em Presidente Kennedy, no Sul do ES

Uma mulher identificada como Angélica da Silva Bahiense morreu após o carro em que ela estava capotar e...

Justiça revoga domiciliar e determina volta de mãe de Henry Borel à prisão

LOLA FERREIRA SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decidiu nesta terça-feira...

Motorista bate em moto, destrói poste, foge e deixa Água Doce do Norte no escuro

Um acidente deixou a cidade de Água Doce do Norte, no Norte do Espírito Santo, no escuro na noite deste...

Festa de São Pedro começa nesta sexta, 1º, com fogueira gigante e desfile de escolas municipais

A Festa de São Pedro, que acontece no terreno da rodoviária, a partir das 18h desta sexta-feira, 1º...