Senado chileno decide nesta quinta-feira sobre adiamento de eleições


O Senado chileno decidirá nesta quinta-feira sobre o adiamento das eleições que estavam marcadas para 10 e 11 de abril. A menos que surja algum inconveniente inesperado, parte-se do princípio de que a Câmara Alta aprovará a iniciativa, especialmente quando o seu debate se desenrolar em contra-relógio devido à proximidade das eleições. O pleito deve ser adiado para 15 e 16 de maio.

Na véspera, em sessão prolongada, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou por ampla maioria a reforma, que foi anunciada domingo pelo presidente Sebastián Piñera.

Na ocasião, o presidente defendeu a necessidade de adiar a consulta nas urnas devido à situação crítica do país por conta da pandemia de Covid-19, em uma segunda onda que gerou explosão de novas infecções e deterioração dos indicadores de saúde .

Semanas atrás, o debate sobre o adiamento das importantes eleições de governadores, prefeitos, vereadores e delegados à convenção que redigirá a nova Constituição começou a ganhar fôlego no país, por proposta especialmente da Faculdade de Medicina e demais instituições de saúde devidas à situação crítica de saúde, informa a Prensa Latina.

Bandeiras do Chile

Bandeiras do Chile (Foto: Ivan Alvarado/Reuters)

Leia mais

Leia também