Sem limpeza pública há 5 meses, Ecoporanga está tomada por mato e lixo

 

O município de Ecoporanga está há 5 meses sem uma empresa que realiza a limpeza pública, varrição e capina, serviço que é essencial, e praticamente por toda a cidade e distritos. O que se vê é mato e lixo. As imagens foram registradas pelo site agitaeco.

A condição em que se encontra o cartão postal de Ecoporanga é lamentável. Em frente ao ginásio de esportes, onde está o nome “ECOPORANGA”, o mato tomou conta e tem muito lixo, um verdadeiro ponto para a proliferação do mosquito da dengue e criadouros de insetos. A situação a cada dia que passa só vai se agravando.

Segundo informações do site, o contrato com a empresa que realizava o serviço foi rescindido com o falecimento do dono da empresa. A rescisão aconteceu no mês de novembro de 2020, e até hoje, 8 de abril de 2021, a população não tem esse serviço essencial.

Até o momento não há informações sobre a data para uma nova licitação, e o problema pode prolongar por um bom tempo.

Moradores reclama que a prefeitura de Ecoporanga cobra uma taxa de R$ 23,00 para recolhimento de entulho, porém, no código de postura, consta que a administração deve manter o município limpo e organizado, fato que não está acontecendo.

Tramita na câmara um novo reajuste no valor da multa, caso a pessoa seja notificada pela segunda vez e não pague a taxa de R$ 23,00. Se aprovado pelos vereadores, a multa ficará um valor mais alto.

A população pede uma explicação dos órgãos responsáveis, pois os impostos estão sendo pagos, mas o serviço não está sendo realizado.

Até o momento a prefeitura não divulgou nota e nem comentou sobre a situação do abandono do município.

 

Leia mais

Leia também