Sejus e VEP de Vila Velha realizam ações em unidades prisionais neste sábado (12)

A Secretaria da Justiça (Sejus) e a Vara de Execuções Penais de Vila Velha (VEP) realizam, neste sábado (12), diversas ações em unidades prisionais do Estado. A data encerra as atividades do projeto “A Galeria tem Voz” e marca o início do projeto de música “Tocando em Frente”, que será realizado com internos do regime semiaberto. Também no sábado, acontece a inauguração do “Correndo para Vencer”, com internos da Penitenciária Semiaberta de Cariacica (PSC) e Penitenciária Semiaberta de Vila Velha (PSVV), projeto que prepara internos para corrida de rua. Até então, apenas detentas do Centro Prisional Feminino de Cariacica (CPFC) participavam da iniciativa.

O evento terá início às 9h na PSVV, com transmissão on-line para a PSC e Casa de Custódia de Vila Velha (Cascuvv), onde serão realizados os atendimentos do projeto “A Galeria tem Voz”. A iniciativa, a ser realizada por técnicos do judiciário, oferta esclarecimentos sobre direitos e situação processual aos apenados. Somente este ano, aproximadamente, 250 atendimentos foram realizados nas unidades prisionais.

Além do atendimento jurídico, a VEP também inicia o projeto “Tocando em Frente”, com 12 internos da PSVV e PSC, programa de atividade musical que contempla voz, violão e outros instrumentos, como flauta e percussão. O projeto também cria possibilidades de participação do grupo musical em diversos eventos como: recitais, teatros públicos, aberturas de solenidades, entre outros.

A juíza da Vara de Execuções Penais de Vila Velha, Patrícia Faroni, explicou que o objetivo é incentivar a prática musical e, principalmente, contribuir com o processo de ressocialização dos apenados. As aulas acontecem de forma online, com professores voluntários, duas vezes por semana. Os instrumentos foram adquiridos por meio de doações. O grupo musical formado por internos fará uma apresentação durante o evento.

“O projeto de música beneficia o preenchimento do tempo livre, ajuda a combater a solidão e o isolamento e promove a inclusão. Além disso, a iniciativa auxilia no processo de retorno à vida social, estimula a interação dos internos com os profissionais envolvidos no processo, com seus familiares, e com os demais musicistas do projeto”, destacou a juíza.

Um dos internos da PSVV toca flauta transversa. Ele compõe o grupo musical criado pelo projeto “Tocando em Frente”. “Só tenho a agradecer esta oportunidade que tem sido de grande importância para mim. A música sempre esteve dentro de mim, pois nasci e cresci com isso, mas em um determinado tempo da minha vida deixei apagar. Porém, o projeto tem me ajudado a reacender”, disse.

Outro interno já foi instrumentista e tocava em uma banda no passado. No projeto, ele toca violão. “Essa iniciativa tem sido muito importante para mim. Já toquei em banda com instrumentos de percussão, baixo e guitarra e, agora, contribuo com o grupo tocando violão. Espero, que se for possível, o projeto também sirva de semente e beneficie outras unidades prisionais, pois a música ajuda muito nesse processo de ressocialização”, ressaltou.

Expansão do Projeto Correndo para Vencer

O encontro deste sábado (12), também expande o projeto “Correndo para Vencer”, para 16 presos do regime semiaberto que cumprem pena na Penitenciária Semiaberta de Cariacica (PSC) e Penitenciária Semiaberta de Vila Velha (PSVV). A iniciativa promove a ressocialização por meio do esporte e tem o objetivo de preparar os internos para corridas de rua. Os internos selecionados já estão no final do cumprimento da pena e apresentam bom comportamento. A iniciativa já é desenvolvida com internas do Centro Prisional Feminino de Cariacica (CPFC) desde o mês de outubro deste ano.

Um dos internos que vai participar do projeto, cumpre pena na Penitenciária Semiaberta de Cariacica e está motivado em participar do “Correndo para Vencer”. “Nunca participei de corrida de rua e estou muito feliz por participar do projeto. Só tenho a agradecer a oportunidade. Vou me dedicar muito para ter um bom resultado”, afirmou.

Os treinos direcionados aos detentos terão início na próxima segunda-feira (14), com exercícios planejados e focados na parte cognitiva e de coordenação, visando ao preparo para as corridas de rua. Todos os itens necessários para a prática do esporte – colchonetes, tênis, camisa, top, bermuda e garrafa de água – são frutos de doações.

 


Leia mais

Leia também