Seis meses após enchente, pandemia atrasa recomeço para comerciantes em Iconha

Cinco famílias ainda vivem de aluguel social na cidade. Ao todo, prejuízo com as chuvas passou dos R$ 112 milhões.

Por Mônica Camolesi, TV Gazeta

Seis meses depois das fortes chuvas que atingiram o município de Iconha, no Sul do Espírito Santo, a população ainda luta para se recuperar dos prejuízos. As perdas, que chegaram a mais de R$ 112 milhões, ainda foram acentuadas pela pandemia do novo coronavírus, que impede o funcionamento normal do comércio.

O rastro de destruição deixado pela força da natureza ainda é visível em alguns pontos. Postos de gasolina continuam fechados; o teto de alguns estabelecimentos está com sinais de degradação, e até a rodoviária do município está com equipamentos quebrados. Cinco famílias ainda vivem com o aluguel social na cidade.

Casas destruídas pela chuva em Iconha

Mas, mesmo com as dificuldades, de acordo com o vice-presidente da Associação Comercial de Iconha, Robson France Oza, 95% do comércio já voltou a funcionar de forma adaptada.

“Mesmo com seja com as portas fechadas por causa da pandemia, com estoque mais reservado, menos estrutura, mas já voltaram. Alguns mudaram de ramo, outros aderiram a opção de vender porta a porta”, disse.

Para os moradores e comerciantes, a força necessária para enfrentar as dificuldades é o que motiva o recomeço. “A gente é persistente, é batalhador, e a gente está conseguindo viver”, disse uma moradora.

Chuvas

Iconha neste sábado, 18 de janeiro de 2020

As chuvas aconteceram no mês de janeiro deste ano fizeram o rio subir e deixaram um cenário de destruição na cidade. Quatro pessoas morreram. Várias comunidades ficaram completamente isoladas no município.

A destruição fez com que o governador Renato Casagrande convocasse a população para um mutirão de limpeza na cidade. Atos de solidariedade e empatia ajudaram a reescrever a história de muitos moradores e comerciantes.

Voluntários e moradores prontos para trabalhos em Iconha

A fé também motivou muitos outros a continuarem. Na época, moradores disseram ter encontrado imagens de santas intactas, mesmo a após a passagem da enxurrada.

Leia mais

Governo do Estado promove lançamento da Fundação iNOVA Capixaba

Foi lançada oficialmente nesta quarta-feira (4) a Fundação iNOVA Capixaba, vinculada à Secretaria da Saúde (Sesa), que vai prestar serviços públicos de saúde com...

Prorrogada até 31 de julho proibição de corte de energia elétrica

Medida perderia a validade na próxima semana Por Luciano Nascimento Edição: Nádia Franco A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) prorrogou até o fim de julho a...

Suspeito de tráfico preso em Mantenópolis foi conduzido para delegacia de Barra de São Francisco

Na tarde desta sexta-feira (14), policiais militares do 11º Batalhão prenderam um homem suspeito de tráfico de drogas no município de Mantenópolis. Durante patrulhamento pelo...

Leia também

Enivaldo de olho em 2022

O deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD), candidato a prefeito de Barra de São Francisco, está de olho em 2022. Enquanto a maioria dos políticos...

Homem morre afogado no Rio Cricaré, em Nova Venécia

Um homem morreu afogado na tarde deste domingo (20), no Rio Cricaré, em Nova Venécia. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima, ainda não identificada,...

Climatempo alerta para risco de temporais e mar agitado no Espírito Santo

A passagem de uma frente fria vai provocar...

Batida frontal entre caminhão e van deixa 12 mortos e 1 ferido em MG

Van que se envolveu no acidente em Patos...