SEDH visita comunidades quilombolas no sul do Espírito Santo

A Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), por meio da Gerência de Políticas de Promoção de Igualdade Racial (GEPIR), realizou, na última sexta-feira (26) e sábado (27), visitas às comunidades quilombolas de Itapemirim e Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado. As visitas fazem parte de um projeto da Subsecretaria de Promoção, Proteção e Defesa dos Direitos Humanos, que busca um contato mais próximo com as comunidades quilombolas no Espírito Santo.

Na oportunidade, a equipe da SEDH conheceu as comunidades e debateu as políticas públicas do Governo do Estado para a igualdade racial. Também ocorreu uma visita à Escola Quilombola Graúna, em Itapemirim.

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, elogiou o trabalho que está sendo feito no local e explicou a importância do acompanhamento do Governo nestes territórios. “Conhecemos a escola estadual Quilombola, bem como a municipal. Também fizemos uma visita guiada na comunidade quilombola de Graúna. Com diálogo e presença efetiva nas comunidades quilombolas do Estado, nosso objetivo é a garantir direitos, conhecer as necessidades e contribuir para a preservação da cultura”, disse.

A gerente de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Edineia Conceição de Oliveira, contou sobre a dinâmica das visitas: “no diálogo com as comunidades, conhecemos um pouco da história e entendemos quais são as demandas que a população tem. A proposta da Gerência de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, nesse sentido, é atender os grupos tradicionais quilombolas fazendo programação que envolve outras Secretarias.”

Ainda segundo a gerente, a perspectiva dessas visitas é de aproximar as comunidades tradicionais das políticas públicas do Governo. “Tivemos demanda das mulheres, por exemplo, que pontuaram a dificuldade de acesso ao emprego nesse período de pandemia, e é possível que sejam contempladas com cursos oferecidos pelo Estado”, destacou.

A gerente também explicou que as visitas às comunidades quilombolas sempre são acompanhadas de um representante da Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas, pois costumam existir casos de abuso de álcool e outras drogas nesses territórios. Dessa forma, são realizadas conversas de conscientização.

Também estiveram presentes representantes das Secretarias de Turismo (Setur) e Cultura (Secult), a convite da SEDH, por causa do potencial turístico e cultural que esses territórios têm apresentado.

No sábado, a visita da Gerência de Políticas de Promoção da Igualdade Racial foi na comunidade quilombola de Monte Alegre, em Cachoeiro de Itapemirim, onde também foram debatidas políticas públicas e ouvidas as demandas do território. 

 

Leia mais

Leia também