SEDH aborda importância do grêmio estudantil em live com estudantes

A Gerência de Políticas para a Juventude da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), representada pela gerente Fabrícia Barbosa, participou de uma live a convite da Escola Estadual (EEEM) Hilda Miranda Nascimento, na última quinta-feira (04). Ela debateu, junto com estudantes e equipe pedagógica da instituição, a importância do grêmio estudantil. A demanda por informação surgiu por parte do próprio corpo estudantil, durante as aulas on-line. Atualmente, a escola não tem grêmio.

Durante a live, que teve a participação de cerca de 40 pessoas, foi debatida a importância do envolvimento da juventude no contexto escolar, inclusive nesta época de pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). “A intenção é que consigam implantar o grêmio até antes do retorno das aulas presenciais. Então, eu expliquei como é feita essa implantação, os documentos necessários, qual é o papel do grêmio, quantidade de diretorias. Literalmente um passo a passo”, pontuou Fabrícia Barbosa.

A gerente explicou que foi convidada pele escola a  participar da live por sua ligação com os movimentos estudantis.  “Eu participo de movimentos estudantis desde 13 anos de idade. Já fui diretora da União dos Estudantes Secundaristas do Espírito Santo e da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas no Espírito Santo e hoje estou no Governo do Estado. Então, pude mostrar para essa juventude que o movimento estudantil consegue abrir outras oportunidades, como interliga com a política pública e como conversa com outras entidades. Foi um momento bem proveitoso, com muita participação vinda de estudantes. Inclusive, já me sinalizaram outras demandas e vamos marcar outras lives. A escola está em parceria e entende a necessidade de se ter o grêmio, então foi muito positivo”, disse.

O programa ES Solidário foi levado para o debate como um exemplo de ação que poderia ter o envolvimento do grêmio: tanto com campanha de arrecadação de alimentos quanto com o mapeamento de famílias que precisam de cestas básicas. Essa é uma das ações que o grupo pode fazer para contribuir também a comunidade.

Conscientização para a Juventude

A Secretaria de Direitos Humanos preparou e divulgou uma campanha voltada para a juventude por meio de cards, disseminada nas redes sociais e grupos de mensagens, pensando na conscientização dessas pessoas em meio à pandemia do novo Coronavírus.

A ciência aponta que a doença atinge também a população mais jovem, mas na maioria das vezes, não da forma mais grave. Entretanto, essas pessoas continuam sendo transmissoras do Covid-19. Pensando nisso, a campanha foi voltada para alertar sobre a importância de se permanecer em casa, não participar de aglomerações e nem encontros presenciais com amigos, para evitar o contágio.

 

Leia mais

Por vídeo conferência, Casagrande entrega mais de R$ 10 milhões em obras para Barra de São Francisco

Por causa da pandemia da Covid-19, não pode haver aglomeração de pessoas, por isso, nesta quarta-feira (12), às 15h30, por meio de vídeo conferência,...

Guedes participa de reunião virtual do G20 sobre ações contra covid-19

Foto: Banco de Imagens O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa neste sábado (18) da Reunião de Ministros de Finanças e Presidentes de Bancos...

Campanha de vacinação contra Sarampo para público adulto vai até a próxima segunda-feira (31)

Até a próxima segunda-feira (31) acontece a Campanha...

Propaganda eleitoral na internet: saiba mais sobre as regras para as Eleições Municipais

A campanha eleitoral na internet têm cada vez mais relevância no resultado das urnas. Basta olhar para as eleições dos presidentes Jair Bolsonaro, no...

Leia também

Polícia Federal atuará junto a órgãos de segurança durante as eleições

A Polícia Federal e a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública assinaram um Acordo de Cooperação Técnica para trabalharem...