Sedes participa do lançamento do Indicador de Ambiente de Negócios (IAN) 2020

Dados importantes sobre o ambiente de negócios do Estado foram apresentados pelo secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, nessa terça-feira (08), durante o lançamento da 2ª edição do Indicador de Ambiente de Negócios (IAN) 2020, transmitido pelo canal da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) no YouTube. A ferramenta elaborada pela Findes, por meio do Instituto de Desenvolvimento Industrial do Espírito Santo (Ideies), sinaliza caminhos para auxiliar o gestor público a elaborar estratégias de melhoria da qualidade das políticas públicas que afetam o território capixaba.

O IAN apresenta 39 indicadores, divididos em dez categorias (condições urbanas, segurança pública, transporte, acesso ao crédito, diversidade econômica, inovação, tamanho do mercado, educação, saúde e qualificação da mão de obra), agregadas em quatro eixos (infraestrutura, capital humano, gestão fiscal e potencial de mercado).

A presidente da Findes, Cris Samorini, explicou que, ao longo de um ano de existência o IAN, já se tornou referência para quem busca conhecer melhor a realidade dos municípios capixabas. “No Ian 2020 teremos novidades que serão apresentadas neste evento. Todo este trabalho só foi possível com a parceria da Associação de Municípios do Espírito Santo (Amunes), que foi uma aliada de primeira hora, e também aos acordos de cooperação técnica da Findes com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento e o Tribunal de Contas. Essa parceria para o compartilhamento de informações é fundamental para a elaboração do IAN”, disse Cris Samorini.

Ela salientou também as ações do Governo do Estado. “O Espírito Santo tem conseguido fazer um trabalho de forma coordenada, com transparência e tranquilidade. Temos a liderança do nosso governador Renato Casagrande trabalhando de forma muito bem organizada, com bom entendimento de quais são as agendas importantes do setor industrial e isso tem gerado valor para a sociedade capixaba”, apontou a dirigente da Findes.

O IAN 2020 pode ser visto como um fator de atração de investimentos, ao auxiliar os empreendedores a conhecer as realidades específicas sobre ambiente de negócios dos municípios do Espírito Santo. Em suma, o IAN trata-se de um primeiro olhar qualificado sobre o território.

Marcos Kneip destacou que o IAN é uma ferramenta que auxilia para o gestor público. “É um diagnóstico pronto e confiável. Se o gestor quiser transformar o seu município em um município empreendedor, próspero e que possa atrair novas empresas e novos investimentos, é preciso estar de olho no IAN. Precisa verificar este indicador e ter esta visão de que o empresário do setor privado que é de resultado, de competitividade. Levar isto para seus municípios.”

Ainda segundo Kneip, na secretaria de Desenvolvimento, o Estado vai buscando essa eficiência “porque entende que é assim que devemos agir. Mantemos uma relação franca, fraterna, republicana, transparente e que vem fazendo um trabalho de desburocratizar muito forte e ligado ao ambiente de negócios.  A desburocratização vem levando o Estado a alcançar resultados importantes. Somos o primeiro no Sudeste em que mais rápido se abre e fecha uma empresa. Fechar empresa também é muito importante porque disponibiliza aqueles ativos para o empresário e ele pode empreender novamente”, argumentou Kneip.

Participaram também do evento o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys; o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Rodrigo Chamoun; o prefeito do município de Viana, Gilson Daniel; o ex-ministro da Fazenda e diretor da Estratégia, Joaquim Levy, a pós-doutora em Economia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Monica Viegas; o diretor-executivo do Ideies, Marcelo Saintive e a gerente do Observatório do Ambiente de Negócios, Gabriela Vichi.

 

Leia mais

Leia também