Sedes participa de debate sobre novas medidas para formalização do MEI

Representantes da Secretaria de Desenvolvimento (Sedes) participaram, na tarde desta sexta-feira (25), de um evento on-line para discutir sobre a Resolução N° 59/2020 do Comitê de Gestão da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios (CGSIM), a dispensa de Alvará e Licença para a formalização do Microempreendedor Individual (MEI).

A reunião virtual reuniu cerca de 170 participantes e foi promovida pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Sedes, a Agência de Desenvolvimento das Micros e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes) e a Junta Comercial do Espírito Santo (Jucees).

O secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, comentou que a legislação contribui para o enfrentamento dos impactos causados pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) pelos micro e pequenos empreendedores. “A desburocratização nos tempos de pandemia ajudará todos aqueles que desejam empreender. Podemos citar o Programa Estadual de Desburocratização do Ambiente de Negócios (Simplifica-ES), que está presente em todos os 78 municípios capixabas, auxiliando e facilitando a abertura de novas empresas no Estado”.

“O Espírito Santo é o Estado do Sudeste com o menor tempo para abertura de novas empresas, registrando em agosto o tempo médio de 1 dia e 23 horas. Além disso, alcançou o 5º lugar no Ranking Nacional de Competitividade e a maior nota no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), conquistas que fazem com que novos investidores tenham interesse em expandir seus negócios no Espírito Santo”, afirmou Kneip.

O palestrante convidado foi o coordenador Geral de Empreendedorismo e Artesanato da Secretaria da Micro e Pequena Empresa (Sempre), do Ministério da Economia, Fábio Silva. Em sua apresentação, ele destacou que a Resolução 59 do CGSIM promoveu, na prática, a desburocratização de processos para o MEI. “A partir de agora, o Microempreendedor Individual enfrentará menos burocracia para se formalizar e começar a exercer legalmente sua atividade, pois não irá precisar solicitar licenças e alvarás para iniciar o seu negócio. Isso não significa que não haverá fiscalização por parte das prefeituras e do Estado. Em todas as medidas temos como prioridade a proteção da sociedade e do empreendedor, além de oferecer condições favoráveis para o exercício das atividades”, disse.

“O primeiro passo é o empreendedor concordar com os termos da legislação, que diz que ele deve preencher os requisitos sanitários, ambientais e tributários para exercer suas atividades com conformidade. O segundo passo é o MEI autorizar que as fiscalizações ocorram, ainda que as suas atividades aconteçam em sua residência”, destacou Fábio Silva.

Já o subsecretário de Estado de Integração e Desenvolvimento Regional, Paulo Menegueli, faz coro às palavras do secretário. “O Governo do Estado está empenhado para desburocratizar os processos em benefício aos micro e pequenos empreendedores.  É uma honra participar deste evento, tendo como convidado o Fábio Silva, do Ministério da Economia, que explanou sobre a Resolução 59 do CGSIM”, disse Menegueli.

Também participaram do evento o diretor-presidente da Aderes, Alberto Farias Gavini Filho; o técnico de Registro Empresarial da Junta Comercial, Eber Gonçalves Cordeiro; e o superintendente do Sebrae-ES, Pedro Gilson Rigo. 

Texto: Carolina Moreira

Leia mais

Homem em situação de rua morre após ter corpo incendiado em Vitória

Um homem em situação de rua foi morto...

Treinando durante a quarentena, Real Noroeste é alvo de investigação do Ministério Público do ES

Dos 128 clubes que disputam as quatro séries do Campeonato Brasileiro, o Real Noroeste, do Espírito Santo, é um dos poucos que seguem treinando normalmente...

Governo do Espírito Santo divulga 10º Mapa de Risco Covid-19

O Governo do Estado anunciou, neste sábado (20), o novo Mapa de Risco Covid-19, que terá...

Itamaraty já auxiliou no retorno de quase 18 mil brasileiros

As ações de retorno acontecem com o apoio das Embaixadas e Consulados – Foto: ...

Leia também

Majeski solicita suspensão de licitação milionária da Assembleia do Espírito Santo

O deputado estadual Sergio Majeski (PSB) apresentou solicitação formal para que o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo (Ales) suspenda o...

“O povo está cansado de Pereiras e dos Anjos”, Mito ou Verdade?

Sempre que o assunto é política, moradores de Barra de São Francisco usam uma frase que já se tornou popular. "O povo está cansado...

BSF: cantor Adilson Câmara registra ocorrência policial por ter carro apedrejado

Depois do episódio de vandalismo contra veículos contendo adesivos da campanha política em Barra de São Francisco, mais um caso de violência gratuita foi...

Cadáver é encontrado em São Gabriel da Palha, após denúncia anônima

Um cadáver foi localizado, nesta segunda-feira (19), próximo ao campo de futebol do Bairro São Sebastião em São Gabriel da Palha. A Polícia Militar foi...