Secretário de Fazenda do Espírito Santo pede demissão do cargo

Governador Renato Casagrande aceitou o pedido de exoneração do secretário Rogelio Pegoretti, que alegou motivos pessoais.

Rogélio Pegoretti em prestação de contas do governo estadual na Assembleia Legislativa — Foto: Tati Beling/Ales

Rogélio Pegoretti em prestação de contas do governo estadual na Assembleia Legislativa — Foto: Tati Beling/Ales

Rogélio Pegoretti Caetano Amorim, que ocupava o cargo de secretário de Fazenda do Espírito Santo desde 2019, não é mais o chefe da pasta. Nesta segunda-feira (2), o governador Renato Casagrande (PSB) aceitou o pedido de exoneração do ex-secretário, que alegou motivos pessoais para deixar a função.

Com a mudança, a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) será comandada interinamente pelo subsecretário do Tesouro Estadual, Bruno Pires Dias. Os atos de exoneração e nomeação foram publicados no Diário Oficial desta terça-feira (3).

Rogélio Pegoretti assumiu a Sefaz em janeiro de 2019, no início do segundo mandato de Renato Casagrande à frente do Executivo estadual. Antes de ocupar o cargo, foi auditor de controle externo do Tribunal de Contas e secretário da Fazenda em Cachoeiro de Itapemirim.

Na gestão anterior de Casagrande como governador, entre os anos de 2011 e 2014, Pegoretti atuou como auditor e como subsecretário estadual de Transparência.

“Durante o período que esteve à frente da pasta, o Espírito Santo obteve resultados importantes, como a manutenção da saúde financeira do estado, mesmo diante de um cenário econômico desafiador por conta da pandemia”, disse o governo estadual em nota.

Nomeado por Casagrande, Rogélio Pegoretti ocupou o cargo de Secretário Estadual da Fazenda entre janeiro de 2019 e o 2 de agosto de 2021 — Foto: Viviane Machado/G1

Nomeado por Casagrande, Rogélio Pegoretti ocupou o cargo de Secretário Estadual da Fazenda entre janeiro de 2019 e o 2 de agosto de 2021 — Foto: Viviane Machado/G1