Secretarias estaduais de saúde lança pesquisa que pode contribuir na gestão orçamentária do SUS

Com o objetivo de entender os principais obstáculos que dificultam a execução e o combate à Covid-19 pelos municípios, o Conselho Nacional de Secretarias municipais de Saúde (CONASEMS) lançou a pesquisa “Gestão Orçamentária e Financeira do SUS”. A partir dos resultados, o intuito é buscar a redução das barreiras relacionadas à percepção de risco nas contratações públicas.

O trabalho, que foi desenvolvido em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV/EAESP), a Universidade da Califórnia, a Universidade de Zurique e a London School of Economics, foi feito por meio de aplicação de um questionário específico, enviado pelos apoiadores da Rede Colaborativa Conasems-Cosems, aos gestores municipais de saúde ou aos responsáveis técnicos da área. 

A primeira etapa do levantamento vai começar no dia 17 de agosto de 2020, por meio de um questionário simples, em plataforma de fácil acesso, contendo somente cinco questões. Os resultados serão utilizados no entendimento dos principais desafios da gestão pública da saúde do país e viabilizar possíveis soluções desses problemas. 

Covid-19: Menor burocracia poderia ter agilizado início dos testes da vacina no Brasil, defendem especialistas

Mais de 73% das pessoas contaminadas pela Covid-19 no Brasil já estão recuperadas

A pesquisa busca ainda indicar soluções com potencial de aumentar a alocação de recursos para serviços públicos de saúde, sobretudo os provenientes de repasses federais. Dessa forma, os governos municipais teriam mais efetividade, principalmente na resposta às demandas urgentes geradas pela pandemia, com processos de execução dos recursos recepcionados e a eficiência dos gastos no SUS.  

 

Foto: Arquivo/EBC

Leia mais

Leia também